2 de jul de 2007

NÃO ME VEJO COMO ALGUÉM QUE MORREU

Notas da Psicografa :
Senhor de cabelos brancos, blusa de lã bege.
Muito calmo.

"Queridos filhos e netos, sei o quanto sentem a minha falta. Agradeço pelo singelo carinho que têm demonstrado pela minha pessoa. Não sei se fui tanto assim.

Aqui onde estou tudo parece muito calmo, sossegado, mas sinto que preciso fazer algo; sair desta inércia. Aqui, neste exato momento em que me encontro falando através da nossa irmã, começo a ter uma leve idéia do que seja morte após a vida. É estranho, pois não consigo me ver como alguém que morreu.

Estou aqui sentado em minha cadeira como de costume, esperando que algo de inusitado me ocorra.

Agradeço, queridos filhos, pelo grande carinho demonstrado; um beijo no coração de todos vocês que me despertaram para a realidade que vivo hoje. Só o amor tem força para tocar nossos corações mesmo depois da morte do nosso corpo físico. Fiquem com Deus.

Deste avô que muito lhes ama.”

Assinado : Sem Identificação
Data : Julho de 2007.
Local : Sorocaba ( SP )
Médium : Maria Estela


Temas : espiritismo psicografia mensagens oração nossa

11 Comentários:

Anônimo disse...

É tão reconfortante ler essas mensagens... me ajudam a entender melhor o momento que minha familia e eu estamos passando pela ida de minha maezinha para a vida eterna...

Drim Bridi

partida e chegada disse...

Obrigado pela visita, Drim.

Manifestações como as tuas nos ajudam a ter ânimo e, principalmente, encontrar tempo para dedicarmos a este trabalho.

Um abraço. Marcos

Anônimo disse...

Marcos... tu não sabe o quanto me sinto bem ao ler as mensagens,
todos os dias venho ver se ha uma mensagem nova...
obrigado!

Bjks Drim

lorao disse...

nao cosigo ficar um dia sem ler estas mensagem tao lindas e reconfortandes. espero ter logo uma para mim com a pemisao de deus. um grande abraço a todos voces.

Anônimo disse...

Nesta existencia conto com 54 anos, tenho um filha de 27 anos e filho do coração de amor, com l2 anos e convivemos só os dois, sou prof.aposentadae como quase todos tive altos e baixos na vida e sempre acreditei que SOMENTE AS EXPLICAÇÕES DA DOUTRINA ESPIRITA SATISFAZEM TOTALMENTE MEUS QUESTIONAMENTOS,POIS É FILOSOFIA,RELIGIÃO E CIENCIA. PAZ E BEM.

amor disse...

Faz hoje precisamente um mes que o meu irmao faleceu (enfarte) ninguem estava a espera, fomos surpreendidos por esta tragedia,nao sei como vim aqui parar...Quero muito acreditar naquilo que aqui li...

Anônimo disse...

É muito bom. Ler estas mensagens me conforta. Estou sem a minha Mãe; meu pai e meu querido irmão. Quero mesmo acreditar que eles apenas se encobriram no horizonte, e que logo estaremos juntos



Maé

Anônimo disse...

Sabem...acho tão bonito que pessoas se empenhem em confortar as outras através de mensagens, palavras doces de compaixão eterna e amor divino...é interessante. Quando era mais jovem via espíritos, falava com eles, lhes recebia chegando molhados e chorosos à noite. Era mto amiga de um, em especial, que um dia acordou-me dizendo que não voltaria mais a fazer contato comigo...Fiquei triste sem o amigo...mas...O tempo passou...conheci a magia através dos sonhos...a alta magia...os rituais, os infinitos lugares entre a vida e a morte...certa vez fui levada ao "nada"...compreendi que o inferno não era um lugar de dor...era apenas um lugar de loucos, onde todos estavam submersos em sentimentos aflorados e pertubações e completamente sozinhos...O inferno era a solidão...Ah e tbm tiveram as visões, várias, do antes, do depois, como se passado, presente e futuro as vezes fossem planos paralelos...rs...o engraçado é que nunca frequentei um centro espirita, ou algo do gênero...mas lia mto a bíblia, o evangelho, me sentia profundamente ligada a Jesus....e o tempo passou....Hoje vendo as mensagens penso...que bom que há pessoas que se manifestam para apaziguar dores...mas não creio em absolutamente mais nada disso e, como passe de mágica, quando deixei de crer os fenômenos me deram sossego. Deus me deu sossego quando deixei de crer nele e nessa sua manifestação tão humana de viver nos obrigando a ciclos de vida e morte (tá bom...na época eu tbm acreditava que nao era ele que nos obrigava, eramos nós mesmos por compreender a essência limpa do aprendizado)...hj creio que tudo não passou de meu desejo de ser especial, de ter a essência paterna presente, de me encontrar com uma realidade distante da que era ruim na terra, a fantasia.....qd leio textos com o português tão bem feito, penso, porque os mortos se expressam sem erros? Me perdoem, queridos, não quero abalar a fé de ninguém que busca conforto, mas queria eu voltar a ter a fé que todos aqui manifestam...mas...tudo é tão humano.....acho que morremos e acabou, simplesmente, talvez por isso seja bom fazer valer a pena e compreender os fechamentos dos ciclos de quem amamos de um jeito natural...a morte só existe pq a vida existe, assim como compreendemos o claro pela comparação com o escuro. Não é isso? Espero que não.....para alguém que teve tanta fé e esteve tão próxima do espiritual, confesso que adoraria o romantismo de volta...Adoraria o céu de "Amor além da Vida"...adoraria, como todos desejam, ser eterna...mas nem as estrelas são....Queridos, perdoem o meu realismo, mas, porque então as manifestaçõe snaõ contam a cura de uma doença?nao falam de algo nunca dito? Não manifestam a resposta para uma aflição? Porque o contato se ele não acrescenta nada senão apaziguar a dor da saudade ou de nosso ego? Fico triste em ser eu a dizer isso....ser ateu não é legal...penso....para alguem que foi tão especial para deus, perder deus, deixar de crer nele nem sempre é fácil....mas...aconteceu....qd falamos é porque queremos ser convencidos do contrário, eu adoraria...Não estou obsedada..rs... apenas nao creio mais...porque?

Anônimo disse...
Este comentário foi removido por um administrador do blog.
Anônimo disse...

Querido Marcos...por favor retire meu comentário acima...não quero ferir as pessoas que buscam conforto aqui nem abalar a fé delas...Li vários depoimentos e sem dúvidas, a fé é muito importante no momento de perda de um ente querido...ser ou estar ateu, ao contrário do que eu mesma pensava, não é não ter coração... é amar a humanidade sobre todas as coisas...Obrigada

Anônimo disse...

A morte não é nada. Eu só me esgueirei até o quarto ao lado.
Eu sou eu, você é você.Seja o que for que tenhamos sido um para o outro, ainda somos.
Chama-me pelo meu nome de sempre. Converse comigo daquele forma espontânea que você
sempre usou.
Não use um tom diferente. Não faça um ar forçado de solenidade ou sofrimento.
Ria como sempre ríamos das brincadeiras que nos divertiam.
Brinque...ria...pense em mim...reze por mim.
Deixe meu nome ser o nome familiar que sempre foi.
Deixe que seja pronunciado sem ênfase, sem um fantasma ou sombra nele.
A vida tem todo o significado que sempre teve. É a mesma que sempre foi.
Não há absolutamente nenhuma quebra de continuidade.
O que é a morte além de um pequeno acidente?
Por que devo ficar fora de seu coração só porque estou fora de sua vista?
Estou esperando por você – esse é só um intervalo.
Em algum lugar muito perto – virando a esquina.
Está tudo bem.

Postar um comentário

Deixe aqui seu recado ou depoimento, de forma anônima se preferir. Respeitamos a sua opinião, por isto recusaremos apenas as mensagens ofensivas e eventuais propagandas. Volte sempre!

Artigos mais lidos

  ©PARTIDA E CHEGADA - Todos os direitos reservados.

Template by Dicas Blogger | Topo