15 de dez de 2007

QUERO DIZER QUE NÃO EXISTE CULPADOS - Pedro



Maior brabera saber que quando a gente morre a gente não fica morto
__________

“Meu nome é Pedro. Sou amigo do Ivan e acho que ele pode dar um recado pra minha mãe.

Primeiro tenho que pedir desculpas por ter ficado ao lado dele por algum tempo. Foi mal cara ! Vê se não fica irado comigo porque eu tava desorientado. Nossa! Quanta loucura que a gente faz... Me arrependo tanto. Vixe. Maior brabera saber que quando a gente morre a gente não fica morto.
Tô vivinho da Silva!

Aqui é tudo muito igual. Descobri isso e fiquei meio pirado, mas compreendi e agora até acho legal. Só sinto por ter feito a minha família sofrer. Meu irmão se culpa. Acha que poderia ter evitado. Que nada cara ! Te amo muito... Fomos um por muito tempo. Fomos irmãos, amigos, brothers, camaradas. E vivemos o que tava pra viver.

A besteira foi achar que eu era forte o suficiente pra tomar o que quisesse e ainda assim não acontecer nada... Que sensação ruim... Ver você ali no chão e achar que é outra pessoa. Mas passei dessa fase muito ruim e dolorida. Fui ajudado e vi a besteira que fiz. Hoje já posso andar sem as dores da morte. Foi triste mas as preces da minha mãe me ajudaram muito.

Meu irmão já leva uma vida normal, pensa em mim as vezes, mas sabe que a vida continua. Quero dizer a ele que não existe culpados. Eu jamais me mataria se estivesse consciente. O erro foi ir pelo caminho errado, com pessoas erradas que brincavam com coisas erradas. Mas estou aqui pra dizer que não se culpe e que seja feliz.


Beijos pra minha mãe. E pro ‘Ivan Zoeira’, fica meu pedido de desculpas. Ele ficou malzão quando eu fiz companhia a ele; quando tive na cola dele... Mas é que depois do acontecido, fui atraído por ele e nem éramos muito amigos.

____________________
Já posso andar sem as dores da morte. Foi triste mas as preces da minha mãe me ajudaram muito
____________________

Falou cara ! Foi mal e se cuida porque a vida é curta. Sucesso brother, você merece... O sucesso depende da lucidez e a lucidez só existe sem as drogas. Fique na paz de Jah!(Deus na religião Rastafari) Utas (abraços) sem fim. Firmeza!

Tô aprendendo que poderia ter vivido mais. Mas aqui não é ruim. Um dia a gente se vê. Hoje vejo as coisas de outro modo, mas valeu.

Vô nessa. Ah! Não encontrei meu tio por aqui. Me disseram que apesar do erro ser parecido (suicídio), estamos em situações diferentes.”

Assinado : Pedro

Nota do psicógrafo :
O jovem desencarnou na adolescência, ao saltar da janela de seu apartamento, em São Paulo, sob efeito de LSD. O irmão gêmeo foi o primeiro a encontrar corpo. A segunda ilustração é uma oba do artista plástico John Coulthart , feita sob efeito da droga.

Data : Setembro de 2007.
Local : Sorocaba ( SP )
Médium : S.A.O.G.

Seja o primeiro a comentar ;)

Postar um comentário

Deixe aqui seu recado ou depoimento, de forma anônima se preferir. Respeitamos a sua opinião, por isto recusaremos apenas as mensagens ofensivas e eventuais propagandas. Volte sempre!

2leep.com

Artigos mais lidos

  ©PARTIDA E CHEGADA - Todos os direitos reservados.

Template by Dicas Blogger | Topo