30 de mar de 2008

A CEIFADORA

Por doce que possa ser a ceifadora.
Pelas dores que pode estancar.
Pelo trabalho e tribulações que nos poupe.
Pelo descanso àquele que estava sofrendo.
Que parte para o mundo maior.
Em Luz.
Por mais poemas que eu faça para ela.
Tentando sufocar,
Apaziguar,
Diminuir,
A dor que causa.
Os laços que nos prendem ao que partiu.

São tão sólidos como aço.
São vidas e vidas unidas que se separam nesse instante
Neste último olhar,
Neste último suspiro
Que eu posso nem ouvir.
A morte dói.
Como se extirpassem um órgão nosso.
A cru...

Agradeço a Ti meu Pai celeste.
Pela graça de crê
Que nos encontraremos de novo.
E que o tempo tudo amortece.
Até essa dor.

Mallika Fittipaldi (Blog Poemas e Encantos)

2 Comentários:

Jhade disse...

Gostei. Eu queria realmente pegar essa foto.Ela é perfeita para o que eu quero. Posso usá-la? [é para a capa do meu livro]

Jhade disse...

Gostei. Eu queria realmente pegar essa foto.Ela é perfeita para o que eu quero. Posso usá-la? [é para a capa do meu livro]

Postar um comentário

Deixe aqui seu recado ou depoimento, de forma anônima se preferir. Respeitamos a sua opinião, por isto recusaremos apenas as mensagens ofensivas e eventuais propagandas. Volte sempre!

Artigos mais lidos

  ©PARTIDA E CHEGADA - Todos os direitos reservados.

Template by Dicas Blogger | Topo