23 de mai de 2008

A LÍNGUA É UM FOGO

"A língua também é um fogo".(Tiago: 3:6)

Vamos refletir um pouco sobre a frase de Tiago... Hoje em dia é comum nos descuidarmos das palavras, nos descuidarmos com as pessoas e, via de regra, acreditamos que frases soltas ou lançadas num momento de raiva não devem ser levadas em consideração. Que o amigo, o companheiro ou o parceiro de vida devem compreender e levar por conta de um "descontrole momentâneo". Mas a palavra tem peso, a palavra tem força; a palavra é cruel e corta; faz sangrar a pele de quem ouve. A palavra machuca, pois o objetivo, impensado ou não do autor, foi justamente este. Ela cumpre seu papel...

O espirito Emmanuel, através de Chico Xavier (livro "Segue-me"), observa que os maiores dramas do planeta tiveram origem, quase sempre, no mau uso da língua. "Ela está posta entre os membros do organismo humano como o pequeno leme de uma embarcação poderosa (...). Em sua potencialidade está o recurso sagrado de criar", disse ele. Mas o homem, de um modo geral, costuma desviá-la de sua função grandiosa para o pântano de sentimentos menores e aí a temos como fonte de quase todos os desvarios da Humanidade sofredora, cristalizada em propósitos mesquinhos, à míngua de humildade e de amor.

"A guerra nasce da linguagem dos interesses criminosos, insatisfeitos. As grande tragédias sociais se originam da linguagem dos sentimentos inferiores. Poucas vezes a língua do homem há consolado e edificado aos seus irmãos; notemos, porém, que a sua disposição é sempre ativa para excitar, disputar, deprimir, enxovalhar, acusar e ferir desapiedadamente".

Seja o primeiro a comentar ;)

Postar um comentário

Deixe aqui seu recado ou depoimento, de forma anônima se preferir. Respeitamos a sua opinião, por isto recusaremos apenas as mensagens ofensivas e eventuais propagandas. Volte sempre!

2leep.com

Artigos mais lidos

  ©PARTIDA E CHEGADA - Todos os direitos reservados.

Template by Dicas Blogger | Topo