13 de jun de 2008

PERDOA SEM JULGAR, POIS TUDO TEM SUA RAZÃO


“Tua vida não tem sido fácil e não será fácil, pois assim você escolheu. Tens passado por percalços que te parecem maiores do que possam ser. Antes de te queixar, agradece ao Pai por tudo o que conseguiste e alcançaste, mesmo entre pedras e espinhos.

Cuida daquele que está sob tua responsabilidade, mesmo que na maioridade, pois tu és responsável pela vitória moral dele, assim como daqueles que necessitam de ti. Cuida para que o desejo de vingança, o rancor, a mágoa, não lhe macule o que tens de bom.

Ore por aquele que necessita e perdoa sem julgar.

Não se culpe pelo que quer que aconteça ou tenha acontecido. Se tens falhas, todos temos. Antes. Dialogue, mostre os erros sem recriminar. Cuide dos que precisam de ti e dos teus conhecimentos. Tendes uma responsabilidade maior por ser conhecedora das leis em maior profundidade. Sua missão é grande e por hora anda prostrada, estagnada, mas chegará o tempo de trabalhar a favor daqueles que se sentem fracos e debilitados. Antes, reequilibra-te para poder ajudar. Perdoa, aceita e só então estarás preparada para voltar a trabalhar, a se doar junto à espiritualidade.

Confia em Deus. reflita sobre o que vem te aniquilando a alma, mude algumas posições radicais em relação ao irmão e novamente retornará ao labor. A espiritualidade necessita de voluntários caridosos e amorosos, mas limpos e puros de sentimentos.

Tudo o que se passa tem um motivo. Se não como lição, pelo menos como tendo sido pedido por nós mesmos. A vida continua. Tenha força, arregace as mangas e trabalhe. 'O trabalho dignifica o espírito'. Faz crescer, evoluir e, o que é mais importante, ajuda o próximo e nada mais nobre do que ajudar o próximo. Estou sempre com você. Bem sabes que não posso interferir no que te ocorre, mas oro para que você realize e supere o mais depressa possível. Paciência, esperança e perseverança. Só temos aquilo que atraímos para nós. Portanto... orai e vigiai. Um abraço carinhoso. Um beijo fraterno do amigo de sempre e companheiro de luta."


Assinado : Dr. Marcos
Data : Junho de 2008
Local : Sorocaba ( SP )
Médium : S.A.O.G.

2 Comentários:

Anônimo disse...

Obrigado pelo e-mail que me faz reforçar ainda mais minhas preces pelo meu irmao. Na verdade nossa família está ligada, creio eu, muito mais por uma questão de resgate, de pendências. Por isso nossa convivencia é tao difìcil , embora nos amemos muito.
Recorri ao Espiritismo há 14 anos, porque comecei a entender que havia algo além da materialidade atrapalhando nossas vidas. Todos os problemas no relacionamento me fizeram, a um certo ponto da minha vida querer me afastar e seguir meu próprio caminho. Vim para(...), onde casei e vivo. Depois que cheguei, entrei em depressão profunda. Me envergonho como seguidora do espiritismo, mas admito que pensei nas piores coisas do mundo. Desci a um degrau baixíssimo, quando me entreguei à tristeza e desisti da vida. Foi a fé em Jesus e a convicção na Doutrina Espírita que me ajudaram e me reergueram. Ainda não estou completamente recuperada e essa tristeza endemica ainda me acompanha, talvez pela saudade da minha famìlia e pela minha incompreensão de que Deus tudo sabe. A cada manhã busco reagir por Jesus e pela minha família, à qual permaneço muito ligada embora distante, e aquela sensação de que a vida tinha acabado passou. Deus foi misericordioso e mandou-me seus anjos em meu socorro. Sei que Jesus tem um plano para minha vida, e que talvez estar aqui fizesse parte da minha estrada afim de que evoluísse. E, com a esperança de que Seus planos se cumpram na minha vida, sigo em frente.
O que voce me relatou sobre o meu irmao tem sentido (...). Vou seguir fielmente suas orientações para que o espírito do meu irmao comece enfim a viver, a descobrir a vida que ele nao conhceu aqui na Terra e que tanto sofrimento lhe trouxe. Me despeço com um abraço fraterno, na certeza de que não estamos sós.

Partida e Chegada disse...

O quadro que lhe apresentei, infelizmente, é comum e a maneira correta de ajudarmos àqueles que se foram é justamente nos mantendo equilibrados, confiantes, e com fé. Esta certeza, esta convicação num plano maior, nos ajuda a suportar a dor da perda, mas auxilia muito mais os espíritos recém chegados ao plano espiritual.

Lembre-se : enquanto a morte de um ente querido representa um abalo a todos, aquele que partiu, a princípio, tem o sentimento de que "perdeu a todos", não tendo sequer um parente com quem consolar-se. Por isto, embora busquemos ajudar quem ficou, é justamente no sentido de que tais pessoas se reequilibrem, encontrem seu eixo e possam ajudar quem mais precisa, que é o espírito do amigo ou parente que partiu.

Como se referiu, estaremos orando para que ele possa também encontrar a paz para sua nova caminhada.

Postar um comentário

Deixe aqui seu recado ou depoimento, de forma anônima se preferir. Respeitamos a sua opinião, por isto recusaremos apenas as mensagens ofensivas e eventuais propagandas. Volte sempre!

Artigos mais lidos

  ©PARTIDA E CHEGADA - Todos os direitos reservados.

Template by Dicas Blogger | Topo