9 de jul de 2008

HÁ ALGO QUE VIVE PARA SEMPRE

"Minha filha desencarnou em março de 2008. Estamos sofrendo muito com esta separação. Sei que a comunicação se dá de lá para cá, porém tanto eu quanto as minhas outras filhas, irmãs dela, estamos sem rumo. Ela era o elo da nossa família. Queria saber se podem me ajudar inclusive enviando nesta mensagem uma palavra para as irmãs dela. Peço a Deus todo dia que ela possa se comunicar conosco. Estamos realmente sem chão." Rosário

Estou te respondendo por e-mail, mas lendo sua mensagem sinto necessidade de lhe dizer alguma coisa. Usando as palavras de Susan S. Florence, "quando alguém que amamos morre, uma parte de nós morre junto. Não há palavras profundas o suficiente para descrever esse momento de tristeza(...). Ficamos fisicamente feridos quando alguém que amamos morre. Não sabemos como seguir em frente". "É preciso tempo e muitas lágrimas para aceitar a morte de um ente querido. Fique com essa tristeza. Suas lágrimas são a água benta que vem das profundezas do seu amor".

Mas complemento, advertindo que o choro não deve ser de raiva ou frustração com a ordem das coisas. Na vida, freqüentemente, somos chamados ao burilamento de nosso ser, mediante o enfrentamento de inúmeras situações e as dificuldades são próprias à nossa posição de aprendizes. Com o tempo aprendemos o sentido da vida e das experiências nela contida. Isto nos traz fé (ou confiança) de que nosso caminho é correto e possível, que nossas dores são suportáveis e nos chegam, por incrível que pareça, em nosso benefício. Nosso trabalho, com a crença das vidas sucessivas e do aprendizado constante, é justamente de levar conforto à dor. Espero, portanto, que independente de eventual e imprevisível mensagem, nossas palavras lhe tragam a compreensão de que há algo que vive para sempre. O amor. Sentimento que, tenho certeza, em seu coração, lhe conecta permanentemente à sua filha Carol.

1 Comentário:

Zin Nazzar disse...

Querida Rosário

Um abraço.

Sempre que se sentir triste e só, pense que tudo acontece como está determinado. Lembre de sua filhinha com alegria e sinta ela sempre no seu coração. Na vida acontecem coisas inesperadas que nós, humildes seres errantes e ignorantes não compreendemos nem entendemos. Lembrem sempre dela com alegria e revivam sempre os bons momentos em suas memórias. Esteja em paz e com suas outras filhas e siga a sua missão de mãe e mulher. Alegre sua casa em homenagem a ela que você atingirá o alvo certeiro que é a sua felicidade onde ela esteja. Sinta a sua presença numa chuva fina que cai, no perfume de uma linda flôr, no raiar do sol num inicio de um novo dia, num beijo dado com sincero amôr. Abrace a idéia de que ela é um anjo protetor de todas vocês e que está bem pertinho todos os dias e em todas as horas. Sintam-se alegres por terem vivido juntas e que com certeza um dia irão voltar a viver novamente juntas. Ninguém morre definitivamente. Somos provas de nós mesmos até que um dia nos reunamos como verdadeiramente somos, livres de nossas imperfeições num mundo melhor e cheio de paz e realizações. Espere que seus dias e de suas filhas sejam como sempre foram e sigam em paz na missão que Deus lhes confiou.

Um abraço

Zin Nazzar

Postar um comentário

Deixe aqui seu recado ou depoimento, de forma anônima se preferir. Respeitamos a sua opinião, por isto recusaremos apenas as mensagens ofensivas e eventuais propagandas. Volte sempre!

Artigos mais lidos

  ©PARTIDA E CHEGADA - Todos os direitos reservados.

Template by Dicas Blogger | Topo