13 de jul de 2008

SUA REVOLTA ABRE MINHAS FERIDAS


"Pelos labirintos da dor, encontrei o caminho para a grande morada além. Não é fácil ser feliz, quando se tem na mente a revolta, a indignação, por ser assim retirado da convivência familiar, através da ignorância humana, que não consegue perdoar e seguir o caminho torto da vingança. Por nada, matam, não compreendendo que, há mães que choram, há irmãos que se desesperam e há pais que pensam em morrer também.

Sei que nada é por acaso, que há uma lei chamada por aqui, de causa e efeito, mas como acalmar o coração de nossos afetos e mostrar-lhes que tudo há um sentido nas grandes dores que passam. Estou sendo tratado do corpo e da alma, fortificando assim meus pensamentos, para que possa enfim ampará-los, meus amores, nessa grande dor de agora.

Mãezinha, não chore mais, não se revolte tanto, pois me fazes sofrer, abrindo novamente as feridas causadas por meus agressores. Não sinto nenhuma mágoa, porque isso me deixa fraco, abatido e sem forças para continuar a vida, que continua a brilhar.

Sabe mãe, continuo o mesmo, não perdi a alegria e continuo também o torcedor fanático pelo São Paulo. Sabe, não mudamos com a morte e vivemos intensamente pelos lares de cá. Há alguém, que te ama muito e te manda um beijo e muitas bênçãos. E eu, filho que te ama muito, mando meu beijo de saudades e amor. Aos que deixei, deixo também meu coração e continuem a vibrar por mim, através do amor e das orações. Agradeço a todos, que de alguma forma, me enviaram lindas flores. Teu sempre..."

Assinado : Rodrigo (Psicografia)
Data: 03 de julho de 2008
Médium : P.G.

Seja o primeiro a comentar ;)

Postar um comentário

Deixe aqui seu recado ou depoimento, de forma anônima se preferir. Respeitamos a sua opinião, por isto recusaremos apenas as mensagens ofensivas e eventuais propagandas. Volte sempre!

Artigos mais lidos

  ©PARTIDA E CHEGADA - Todos os direitos reservados.

Template by Dicas Blogger | Topo