14 de ago de 2008

REENCARNAÇÃO : A ARMADILHA DO SUICÍDIO

Durante o romantismo, folhetins de amores impossíveis circulavam entre jovens de todas as idades. O envolvimento emocional era tão gran­de com a história e os personagens que, quando o romance terminava em tragédia e os amantes não podiam ficar juntos, a tristeza era tão grande que centenas de pessoas se suicidaram. No Japão me­dieval, era sinal de honra e coragem terminar com sua própria vida caso fosse vencido.

Pela Lei do Karma, o suicídio é um problema sério. Muitas pessoas se sentem deprimidas por­que sentem, lá no fundo, aquela vontade louca de voltar pra casa. Para elas, o suicídio é uma forma de voltar pra casa. Para outras, é um jeito de rugir dos problemas. Em ambos os casos, estão enga­nadas.

Sabemos que o suicídio não é bem visto por­que interrompe seu processo de aprendizado. é como sair para o recreio antes da hora. Você perde a aula e só encontra um pátio vazio. Há quem diga que é preciso ter coragem para tirar a própria vida, quando nós sabemos que é preciso coragem mesmo para continuar vivendo. No fim, suicidas são pessoas que abandonaram a batalha. Por isso tendemos a ficar tão zangados com eles! Nos largaram sozinhos no campo de batalha, os cretinos! Mas para onde vão essas almas?

Há um lugar tenebroso chamado Vale dos Suicidas, escuro, frio, fedido e feio. Para lá vão os que desistiram repetidas vezes de suas vidas. Pra você ver como a divindade é paciente, é preciso que cometamos o mesmo erro várias vezes para que nos enviem a um lugar tão horrível. Não é um lugar legal e, vale lembrar, que suicidas tendem a repetir o padrão de comportamento (fugir quando a coisa fica feia). Muitos deles acabam reencarnando como pessoas excepcionais, para que sintonizem as emoções mais básicas e não usem sua inteligência para se matar.

Mesmo suicidas têm novas chances. Mas o caminho que trilham é doloroso demais para valer o experimento. Por isso, fica o recado. Por mais preta que a situação esteja, jamais desista. Vá até o fim! Finja que é um vídeo game e use até o último pontinho de vida para lutar e ficar. Morrer lutando, seja contra uma doença ou para defender algo ou alguém, é mais honroso do que morrer fugindo.

Por Eddie Van Feu
Este é o décimo artigo de uma série de postagens, elaboradas a partir de um
trabalho original de Eddie Van Feu, escritora e jornalista, que faz do
assunto vidas sucessivas um tema apaixonante. Extraído da série "
Wicca",
n. 35 (Reencarnação),
Editora Modus

6 Comentários:

Anônimo disse...

Quando a pessoa tem o impulso suicida, lembrar-se de que aquela sensação vai passar é uma boa dica para quem tem estes impulsos. Segundo relatos de suicidas, muitos morrem arrependidos e tentam impedir a morte tarde demais. Alguns tentam se enforcar e morrem tentando tirar a corda do pescoço, sufocados, acabam sucumbindo. O impulso suicida é imperioso e somente a convicção de que aquele impulso vai passar pode impedí-lo. Ficar deitado em um quarto sem objetos cortantes é uma boa técnica. Um esquema de segurança com familiares também é recomendado. Ter alguém sempre por perto, uma pessoa fisicamente mais forte, é o ideal.

xaxeila

Anônimo disse...

só não me suicidei até hoje com medo da reencarnação, sinceramente não aguento mais viver, mas continuarei tentando mas a cada dia fica mais difícil.

Anônimo disse...

Meu irmão suicidou-se no inicio desse mes. Estou muito triste, mas achei esse blog por acaso e lendo os artigos estou tentando entender o que aconteceu. Se é que da pra entender ... uma morte tão tragica!!! Me emocionei muito ao ler a oracao de Santo Agostinho. Parabens pelo blog, muito interessante mesmo.

Anônimo disse...

Gostaria de disser ao amigo que falou que ainda não pensou em se suicidar com medo da reencarnação, que ele tente fazer coisas boas para evitar ao máximo esses tipos de pensamento, porque você tem uma família, amigos, e o mais importante, DEUS, que te ama com todas as forças!
Eu também já tive pensamentos desse tipo, mas quanto eu penso na dor que eu traria para a minha família e para mim, eu vejo o quanto a vida é bonita, e que eu tenho valor perante ela.
Meu amigo, oro para que você não pense mais nisso, e quando pensar eleve o seu pensamento a Deus, para que ele afaste de você essas energias negativas que ficam 'chamando' você para isso.
Tente ajudar outras pessoas, que você vai se sentir com muito mais força e vontade de viver.
E a cada boa ação e bom pensamento que você tiver, Deus estará orgulhoso e sorrindo para você!

Um abraço fraternal...

Hilda Abreu

Anônimo disse...

Minha filha de 16 anos se suicidou, fez um ano no dia 01/05/14. Fiquei dilacerada nem sei como sobrevivi...ficou uma sensação de derrota,como se não tivesse cumprido com minha missão de mãe. Ela era minha princesa, meu amor eterno, tudo fazíamos para deixa-la feliz mas parece que nada a satisfazia. Quando o namorado foi fazer intercambio nos EUA ela entrou em depressão, falava em se matar mas nó não acreditávamos que ela seria capaz, não nossa filhinha amada, mas ela fez e hoje fico me perguntando por onde ela anda??? Como está?? rezo muito pra que ela esteja em um lugar de paz e de luz.
Quando conversávamos ela dizia que sentia que não era desse mundo, que sentia saudade e não sabia explicar de onde, que ela não conseguia ver o futuro dela, sonha como futuro, tipo ter uma profissão, casar, ter filhos...eu achava que era só bobagem de adolescente, que ia passar...rezei tanto..acho que não tive merecimento, por isso não fui atendida em minhas preces e minha filha se jogou daquele prédio, as vezes penso que estou um mundo paralelo, que nada disso aconteceu, que vou acordar do pesadelo, mas a realidade é inexorável..agora só peço a misericórdia de Deus para que ela esteja bem, que tenha sido socorrida pelos bons espíritos, que esteja em tratamento e que um dia vamos nos reencontrar.
Minha secretaria, que está conosco a muito tempo e que me ajudou na criação dos meus filhos e era muito apegada a ela, logo que ela desencarnou sonhou com ela em um lugar todo branco, parecia um hospital e ela se queixava de dores nas costas, e a Socorro(nome da minha secretaria) lhe dizia que ia passar, que ela ficaria bem. Ela sonhou várias vezes com ela, detalhe é que a Socorro não é espírita e nunca teve nenhum contato com a doutrina, nós mesmos somos católicos e nos aproximamos da doutrina depois do desencarne da nossa Victória, para procurarmos entender tudo que se passou e ainda assim não consigo entender direito, tento faço esforço, busco consolo em Deus, nas orações mas é difícil a caminhada. Agora peço a Deus que sejamos merecedores de um contato com ela, só queríamos saber se ela está bem, no meu intimo sei que ela está, apesar de seu ato, tenho certeza que ela foi socorrida. Fico por aqui, na esperança de um contato.

Anônimo disse...

Sempre que eu pensava em praticar tal ato, sempre parecia algo que me fizesse querer viver mais, e o simples pensamento de deixar a minha prima sozinha me perturbava já que a mesma e como se fosse uma irmã para mim

Postar um comentário

Deixe aqui seu recado ou depoimento, de forma anônima se preferir. Respeitamos a sua opinião, por isto recusaremos apenas as mensagens ofensivas e eventuais propagandas. Volte sempre!

2leep.com

Artigos mais lidos

  ©PARTIDA E CHEGADA - Todos os direitos reservados.

Template by Dicas Blogger | Topo