30 de nov de 2008

CARTA AOS COLEGAS DA ESCOLA

"Aqui me encontro por dois motivos. O primeiro: quero que as pessoas a quem amei e que me amaram saibam que a morte não existe. Que como tudo na vida, tem um começo e um fim. Que tudo o que vai, volta. Que saímos da pátria espiritual para a escola da terra e assim que a aula termina, assim que o curso é concluído, a gente volta para casa.

Feliz daquele que vai às aulas, que frequenta o curso e dele sai com mais conhecimento. Feliz daquele que pode dizer que aprendeu a lição; e que teve tempo de repassar. Retornamos para casa em período de 'férias', as quais temos para repensar o que foi feito, para analisar se o curso foi produtivo, se nos acrescentou algo. Depois das 'férias', depois de nos prepararmos, de arrumarmos a mochila, o estojo, os livros e cadernos, voltamos a estudar novamente. Voltamos à escola para recomeçar de onde paramos.


Uns passam de ano e seguem para um curso 'mais puxado', com um grau de dificuldade maior. Estes estão preparados para novos desafios, novas lições e sairão com a sensação de mais conhecimento, de evolução, com a sensação de dever cumprido.

Outros recebem a notícia de reprova. A notícia de que terão de cursar a mesma aula, aprender as mesmas lições, por não terem passado nas provas finais. Não tinham condição de passar pois não estudaram ou não frequentaram o curso com a responsabilidade necessária. Mataram aula e não sabiam do que se tratavam as questões da prova. Os assuntos pareciam-lhes desconhecidos. Pena!

Aos que sentem minha falta, deixo meu carinho e amor e a certeza de que fui feliz e sou feliz. Que me sinto como que aprovado no curso e aproveitando minhas 'férias' e me preparando para voltar às aulas na hora certa. Aos que deixaram a sala de aula para saírem mais cedo para o recreio, deixo meu pesar. Sinto muito por eles e pelo desfecho do 'ano letivo'. Pela decepção que lhes acometerá a alma diante da notícia da reprova, da notícia de que terão de cursar novamente as mesmas aulas.

Eles saíram mais cedo para aproveitar o que não tem importância. Me entristeço e peço a Deus que lhes dê a consciência antes que seja tarde. Vivemos para aprender. Deixo meu carinho e amor a todos àqueles que passam por esta escola e espero de coração que todos saiam vencedores. Beijos aos filhos queridos".

Psicografia: Gilberto Bertolucci (ou Bortolucci)
Data : 27 de novembro de 2008
Local: Sorocaba (SP)
Médium : S.A.O.G.

1 Comentário:

Bianca disse...

ESSE TEXTO ME FORTALECEU BASTANTE, POIS MEU IRMÃO DESENCARNOU A POUCO TEMPO, E VENHO SOFRENDO MUITO,MAS EU TENHO QUE ENCONTRAR FORÇAS EEQUILIBRIO, POIS ESTAREI AJUDANDO-O EME AJUDANDO TAMBÉM.

Postar um comentário

Deixe aqui seu recado ou depoimento, de forma anônima se preferir. Respeitamos a sua opinião, por isto recusaremos apenas as mensagens ofensivas e eventuais propagandas. Volte sempre!

Artigos mais lidos

  ©PARTIDA E CHEGADA - Todos os direitos reservados.

Template by Dicas Blogger | Topo