15 de jan de 2009

SAUDADE DE MEU AMOR. NÃO ESTOU CONSEGUINDO...

Sinto ocupar suas atenções, mas estou me sentindo muito triste, com uma saudade enorme e incontrolável do meu amor, como sabem, ele partiu a pouco mais de 2 meses, e pra dizer a verdade não estou conseguindo me conter. Enquanto escrevo a vocês minhas lágrimas insistem em cair. Como lidar com a falta física, com a faltta de ouvir a voz, a falta do abraço? Amigos, não estou conseguindo. Eu o amo muito, gostaria de aprender fazer alguma coisa pra me sentir mais
perto dele, gostaria de me lembrar dos sonhos, de ter certeza que não são reflexos psicológicos.
Por favor, mandem-me algumas orações tanto pra me acalmar, e algumas pra dizer a ele, pois confesso, não conheço muitas preces. Sinto falta delas. Amigos ajudem-me, por favor, ensinem-me as coisas que entendo, mas que mesmo assim me fazem sofrer. Não tenho reclamado e nem comentado com ninguém como estou me sentindo, procuro viver somente, moro junto com meus pais, meu irmão e minha filha, tenho que me fazer de forte o tempo todo para que eles não sofram mais.
A.V.

Quando observamos, da praia, um veleiro a afastar-se da costa, navegando mar adentro, impelido pela brisa matinal, estamos diante de um espetáculo de beleza rara. O barco, impulsionado pela força dos ventos, vai ganhando o mar azul e nos parece cada vez menor. Não demora muito e só podemos contemplar um pequeno ponto branco na linha remota e indecisa, onde o mar e o céu se encontram.

Quem observa o veleiro sumir na linha do horizonte, certamente exclamará: "já se foi". Terá sumido? Evaporado? Não, certamente. Apenas o perdemos de vista. O barco continua do mesmo tamanho e com a mesma capacidade que tinha quando estava próximo de nós. Continua tão capaz quanto antes de levar ao porto de destino as cargas recebidas. O veleiro não evaporou, apenas não o podemos mais ver. Mas ele continua o mesmo. E talvez, no exato instante em que alguém diz: já se foi", haverá outras vozes, mais além,a afirmar: "lá vem o veleiro".

Assim é a morte. Quando o veleiro parte, levando a preciosa carga de um amor que nos foi caro, e o vemos sumir na linha que separa o visível do invisível dizemos: "já se foi". Terá sumido? Evaporado? Não, certamente. Apenas o perdemos de vista. O ser que amamos continua o mesmo. Sua capacidade mental não se perdeu. Suas conquistas seguem intactas, da mesma forma que quando estava ao nosso lado. Conserva o mesmo afeto que nutria por nós. Nada se perde, a não ser o corpo físico de que não mais necessita no outro lado. E é assim que, no mesmo instante em que dizemos: já se foi", no mais além, outro alguém dirá feliz: "já está chegando".

Chegou ao destino levando consigo as aquisições feitas durante a viagem terrena. A vida jamais se interrompe nem oferece mudanças espetaculares, pois a natureza não dá saltos. Cada um leva sua carga de vícios e virtudes, de afetos e desafetos, até que se resolva por desfazer-se do que julgar desnecessário. A vida é feita de partidas e chegadas. De idas e vindas. Assim, o que para uns parece ser a partida, para outros é a chegada. Um dia partimos do mundo espiritual na direção do mundo físico; noutro partimos daqui para o espiritual, num constante ir e vir, como viajores da imortalidade que somos todos nós.

Victor Hugo retirado do livro "A reencarnação através dos séculos" (Editora Pensamento, de Nair Lacerda)

19 Comentários:

Waldir disse...

Coragem, coragem, coragem...Sei que é difícil, não há remédio para curar isso, só o tempo...minha avó falava, 'se não tem remédio, remediado está'.Quanto as preces, no espiritismo não há preces prontas... há alguns exemplos no Evangelho Segundo o Espiritismo, pq o espírita entende que a prece deve ser dita pelo coração... é algo intimo em que vc eleva seus pensamentos ao Alto e faz as suas colocações.Como eu disse sentimentos são energias e devem ser vigiadas para que os reflexos ou induções energéticas sejam sempre positivas.Neste momento, devido ter sido recente, principalmente, a saudade e lembrança devem ser as mais suaves e alegres possivel, não devem ser matizadas de angustia, de dor, de desespero, pois pode refletir desconfortavelmente no Paulo.Faça um exercício de empatia... se tivesse sido vc a desencarnar, como vc gostaria de sentir o Paulo e os seus familiares?Paz e Luz.

Carlos Roberto Honório disse...

Eu perdi minha esposa a cerca de 8 anos. Durante esse tempo tinha a consciência de que ela continuava viva no mundo espiritual. Ao anoitecer antes de dormir além das preces que sempre fazia para sua iluminação, pedia aos espíritos de luz que me permitissem ir visita-la no mundo espiritual, para saber como ela estava, se estava bem, e matar a saudade. Ao amanhecer eu não me lembrava dos meus sonhos, mas tinha uma inexplicavel sensação de que tudo estava bem. Não sentia tanta saudade, e tinha uma certeza de que ela estava bem no mundo espiritual. Fazia preces por ela e nessas preces eu a imaginava envolta em uma atmosfera de paz, de felicidade, de segurança, de amor, envolvida pelos braços amorosos de Jesus. Pedia sempre por ela e sentia sempre que ela estava bem, seguindo o seu caminho, e durante as noites de sono pedia para estar com ela, recebendo pela manhã sensações de tranquilidade, de paz, de certeza que estive em companhia dela, sem no entanto me lembrar de nada.

Acho que não custa esperimentar.

Abraço e muita paz.

Maria Alice disse...

Querida, me chamo Maria Alice , tenho 48 anos, sou Espírita há 27 anos...Tenho me solidarizado muito a vc mas ainda não me sentia apta para entrar em contato contigo... Estou passando pela mesma situação, meu marido desencarnou há exatos 2 meses e 5 dias, uma convivência de 27 anos, muito carinho, muita cúmplicidade, amor e trabalho em prol do próximo...Tenho dois filhos lindos, 25 e 19 aos, o mais velho já é casado e me deu um netinho lindo...Enfim, o que posso passar a vc dentro da pouca experiência que tb tenho desta situação minha linda é apegar-se ao Pai Maior, abraçar uma Casa Religiosa, se for Kardecista vc talvez encontre respostas mais precisas e se precisar minha querida busque ajuda de profissionais, Deus deu oportunidade de se poder estudar psicologia para recorrermos a ela. Eu, apesar da Mediunidade, de ter uma fé inquestionável, de ser ativista no movimento Espírita sei a proporção da nossa dor e tive muita sorte de encontrar uma profissional séria e que tb compartilha da minha fé, ela tb é Espírita o que tem me feito um bem enorme... Nunca prenda o seu choro mas chore agradecendo a Deus pela oportunidade que vc teve de conviver com seu marido, agradeça tb ao seu marido pelas alegrias que a vida proporcionou a ambos, agradeça pela sua filha, chore de saudade mas uma saudade saudável, procure estar sempre na companhia de pessoas que vc ame... se tiver alguma atividade não a abandone e assim minha querida a gente vai vencer, com certeza, esta fase de aprendizado tão dolorosa mas , como não cai uma folha seca de uma árvore sem que Deus o permita, já fazia parte dos planos Superios para as nossas vidas...que Jesus esteja contigo, segure firme nas mãos dele, peça tb o socorro de Sua Mãe Santíssima, aquela que tb sofreu a dor da viuvez antes da perda do filho Missionário, peça colo a Ela, Ela tem me consolado e muito...Bjs no seu coração e conte comigo. ( Meu nome é Maria Alice, moro em Petrópolis-RJ e se quiser trocar emails o meu é malicecg43@yahoo.com.br através dele passarei meu telefone a vc se assim o quiser, eu pertenço a um grupo chamado GCE -Grupo de Comunicação Espiritual e as quartas feiras a reunião é passada em tempo real pela internet é só acessar: www.gce.org.br, a partir do dia 21 já deverá estar de volta do recesso), Fique na paz e conte comigo.

Marília disse...

Andreia, sou nova no grupo e não sei exatamente po que momento você está passando, mas ao ler sua mensagem de pronto me identifiquei.
Tive uma perda grande no ultimo mês. De forma abrupta, uma pessoa querida se foi em um trágico acidente. Penso todo o tempo que Deus não erra. Oro para que seu espírito seja esclarecido e possa caminhar adiante em direção a DEUS.
Que a saudade que sinto seja transformada na certeza de que há um plano maior para ela porque CREIO nisso.

A.V. disse...

Olá Marília, no dia 30/10/08, o amor da minha vida e meu marido partiu para o plano espiriual com 36 anos, devido a um problema banal no rim, que se tornou uma infecção generalizada e não se pode fazer mais nada.
Como você, penso da mesma maneira, em nenhum momento me revoltei. É só a saudade que não consigo controlar e as vezes por esse motivo choro. Nossa vida juntos foi realmente maravilhosa, uma felicidade plena, amor incondicional.
Foram 15 anos juntos, acho que é mesmo difícil lidar com a falta que a pessoa faz, tenho uma filha de 13 anos. Só Deus e o Tempo vão me ajudar a me localizar na vida novamente.

Abraços e Que Deus Ilumine A Todos. A.V.

A.V. disse...

Hoje acordei com um sonho.
Sonhei que atendi o telefone e que era a cobrar. Como se alguém tivesse recebido uma mensagem do Paulo e estivesse transmitindo a mim.
Na mensagem a voz feminina me dizia: CANTEM DE MANHÃ A NOITE. AMO OS QUE ME LEVARAM. AME.
Fique feliz. Vocês que estão mais acostumados com esse tipo de situação, acham que foi uma mensagem mesmo? Eu sinto que sim, mas também pode ser um reflexo do que eu realmente queria que acontecesse?
Me esclareçam sobre o assunto.
Paulo é o Amor da Minha Vida e meu Marido, que partiu para o plano espiritual dia 30/10/2008.

Aguardo ansiosa seus esclarecimentos
Que Deus Ilumine a Todos.

A.V. disse...

Estou escrevendo para agradecer as palavras de carinho, e por compartilharem comigo momentos tão tristes quanto os meus. Oro todas as noites por todos que estão no mundo físico como oe que estão no mundo espiritual, e vou pensar também nos seus entes amados que já partiram.
Mandem sempre que puderem (caso não seja muito doloroso) alguns relatos de como fizeram para superar a falta física, os momentos de festa... Gostaria de receber alguns conselhos, pois sinto-os mais preparados do que as pessoas com quem converso, garanto que me serão de grande valia.

Agradecimentos especias para Waldir, Mara, Lenadro, Otávio e Carlos Roberto.

Que Deus nos Ilumine.

haroldo disse...

Meus queridos irmaos em Cristo que vos fala e Haroldo freitas filho carnal do meu saudoso pai Ze Arigo, que ja se fazem 37 anos terra de sua partida par o mundo espiritual a ate hoje as saudades dele sao tao imensas que sofro muito e choro pois jalivia-las mandando alguma imformaçaoa tenho 62 anos e nao consequi receber uma mensagem psicografada dele nem miha familia ou minha mae que esta completando 92 anos. Gostaria irmaos queridos que lerem estas papalavras de dor e saudade pudesse por enviar-me alguma imformaçao dele se for possivel. Escrevi pro centro do nosso qurido medium Divaldo Franco ja se passaram mais de 120 dias e ate hoje nao fui respondido, talvez nao estamos merecendo ter noticias dele. Me ajudem estou pedido. Que os espiritos de Luz e toda Falange de Bezerra de Menezes estejam com todos,

Anônimo disse...

mensagem maravilhosa essa.Nos da cada vez mais força concerteza.tabém perdi um grande amor...mas sei que um nos veremos e que ele está bem..um dia sonhei com ele,ele me mandava uma carta e minha amiga lia para mim...quando ela falava era tudo muito claro dava pra entender perfeitamente,mas uma frase me lembro muito bem que foi assim:nem Deus pode tirar o carinho que eu sinto por você...e mas outras coisas...fico muito grata se receberem notícias dele para me avisar

kaue arnoldo fischer 25/09/08.

Anônimo disse...

mensagem maravilhosa essa.Nos da cada vez mais força concerteza.tabém perdi um grande amor...mas sei que um nos veremos e que ele está bem..um dia sonhei com ele,ele me mandava uma carta e minha amiga lia para mim...quando ela falava era tudo muito claro dava pra entender perfeitamente,mas uma frase me lembro muito bem que foi assim:nem Deus pode tirar o carinho que eu sinto por você...e mas outras coisas...fico muito grata se receberem notícias dele para me avisar

kaue arnoldo fischer 25/09/08.

Renata disse...

Queridos irmãos e irmãs, a paz de Jesus seja conosco!Meu amado Cláudio também já regressou à pátria espitual há quase um ano. O tempo mostrou-me o quanto o amo, ensinando-me a conviver com a dor. Acredito que o sofrimento da perda não passará, mas a esperança de reencontrá-lo anima-me a prosseguir nos projetos que o deixam feliz. E já que o Amor é universal, procuro distribui-lo na medida de minhas possibilidades, muito limitadas, ainda! Acreditem! O bem ao próximo é o único meio de apaziguar as nossas dúvdas, inquietações e por que não dizer, a nossa falta de fé!Procuro-o entre as estrelas do firmamento e através dos raios do sol,cada vez mais segura de que o verdadeiro amor vence o que chamamos de "morte". Afora nossos débitos passados, a provação da separação física obriga-nos a sublimar nosso sentimento e exercitarmos a nossa Fé. Coragem, meus amigos! Amparemo-nos no Doce Rabi da Galiléia, que nada devia e padeceu sob o madeiro infame! Se hoje vemo-nos em desoladora solidão, ao nosso lado há irmãos que se arrastam pelas vias públicas, impossibilitados de caminhar; há aqueles,que absorvidos pelas trevas, veem-se envoltos nas mais desafiantes situações.E o que dizer dos que trazem o corpo físico aparentemente saudável, mas que engendram tenebrosos compromissos, ao darem-se ao comércio de suas vestes carnais? Busquemos amparo na oração e nos amigos, mesmo naqueles pretensamente "virtuais", certos de que Misericórdia do Criador concedeu-nos a oportunidade do reencontro, mesm
(16/3/2010 1:27:20) - (IP: 189.115.133.205)
Renata de Fátima Aleixo (renatadefatima@yahoo.com.br)

Michele disse...

Meu nome é Michele e amanhã faz seis meses que meu Bebeto foi ao encontro do Mundo Espiritual... Entendo completamente o que cada uma de vocês sente, pois minha dor se solidariza à de vocês. A saudade é tão imensa e desgastante que chega a doer fisicamente. Estávamos juntos há seis anos e nos conhecíamos há oito, sua partida foi violenta e abrupta, porém tenho certeza que ele nada sentiu. Mesmo sendo Espírita, mesmo sendo médium, mesmo sendo trabalhadora de uma Casa Espírita ainda assim sou MULHER, HUMANA, APAIXONADA, SOLITÁRIA sem àquele que escolhi para ser meu par - mesmo que imperfeito, como eu. Estou fazendo terapia, fazendo tratamento Espiritual, tomando conta de mim... mas nada, nada é capaz de curar a dor da ausência, a impossibilidade de tocar, de sentir sua mão na minha... Nada. O tempo é implacável, teremos de continuar, mesmo que dilaceradas pela saudade, pela solidão interior, pelo choro escondido em nossos olhares diários, nosso consolo será entender que UM DIA estaremos novamente ao lado de nossos seres amados... Até lá teremos de sobreviver. Que Deus nos guie e nos fortaleça em nossa DOR. Oremos umas para as outras e pelos nossos AMORES ETERNOS. Michele Monteiro (micms@hotmail.com)
Michele Monteiro da Silva (micms@hotmail.com)

Mirele disse...

Meu marido morreu no dia 16/01/2010 um pouco mais de um mes, estavamos juntos a um ano e meio, e estou gravida de 8 meses, o sonho dele era ser pai, A dor e a saudade são muito grande, as vezes sinto muito a presença dele cmg, não sou espirita, Mas sonho com ele sempre aparecendo de branco e sorrindo muito, dizendo q ta bem e ta sempre do meu lado que não é pra me sentir triste. Tem dias que acordo bem , outros não , mas acho que só o tempo pra amenizar a dor e a saudade,
O que me conforta é o meu bebe q no mes que vem ta chegando. Procuro alguma resposta sobre esses sonhos, pois a maioria delas são ao contrario.
(9/3/2010 14:42:43) - (IP: 187.24.79.185)
mirielle (miriellexavier@ig.com.br)
Boa tarde

Ceu disse...

Olá amigos, e amigas, entrei nesse blog por acaso, estava em casa, nesta terça feita de carnaval, triste, com muitas saudades do meu marido que desencarnou hà um ano e dois meses, mas paa mim, foi ontem. Tenho sofrido muito sua ausência, pois, éramos três a compartilhar a vida nesse mundo, minha filha, de um primeiro relacionamento, que vivia conosco, esempre muito presente em toda a nossa convivência, por 17 anos, pois quando nos unimos ela contava com 07 anos de idade, agora está se afastando, desde o desencarne dele, que ela se afastou, quando seu mais precisava dela, não a reconheci mais, àquela amizade, a compreensão, o amor filial, foi se acabando. Não entendo por quê. A miha única esperança de apoio... procuro... e nada. Nossa, hoje sou só, entre muitos e muitas que vivem nesse mundo.
(16/2/2010 12:25:42) - (IP: 187.78.111.124)
Ceu Mariano (ceumariano@hotmail.com)

Elizabeth disse...

EU FIQUEI VIUVA A1ANO E3 MESES NOSSA CHORO MUITO A FALTA DO MEU MARIDO NOS NOS AMAVAMOS MUITO ELE TEVE UM INFARTO FULMINANTE ,NOSSA ESSA PALAVRA SAUDADE E MUITO FORTE COMO MEU AMOR ME FAZ FALTA ESTAVAMOS JUNTOS 29 ANOS DE AMOR ESSE AMOR QUE ERA OU E INFINITO EU SOFRO MUITO , CHORO DEMAIS AMANHA DIA 28 ELE FARIA ANIVERSARIO ESTOU SOFRENDO DEMAIS NADA ME FAZ FELIZ ,TENHO VONTADE DE BEIJALO ,ABRAÇAR DE UM CARINHO SERA QUE ESSE SOFRIMENTO PASSA 9
(27/1/2010 23:16:51) - (IP: 187.15.147.170)
ELIZABETH RIBEIRO DA SILVA (BETHNEY@HOTMAIL.COM)

Luana disse...

Olá, meu nome é Luana tenho 27 anos. Conheci o Fábio (meu esposo), com 3 anos aos 14 começamos a namorar e aos 17 estava grávida e fomos morar juntos. No dia 29/11/2008 casamos no civil e igreja, foi muito lindo. Estava tudo muito perfeito, nosso filho Thiago hoje com 10 anos é uma benção. No dia 02 de agosto desse ano (2009), o Fábio desencarnou, devido a um acidente de moto. Sou leiga no assunto do espiritismo, mas costumo dizer que é a crença que mais acredito e me conforta. Infelizmente choro todos os dias de muitas saudades e é uma dor que vem lá no fundo mesmo, as vezes acho que vou ter um ataque ou coisas parecidas. Costuava pedir a deus pra que se algum dia tivesse que levar o Fábio ou o Thiago que me levasse primeiro pois não suportaria ficar longe de algum deles, pois bem... Deus não quiz assi e agora estou dormindo e acordando sem uma vontade exata pra viver. Tenho meu filho, que é maravilhoso, mas não estou sabendo lidar com essa situação. Se tiver alguem que possa me ajudar, pessoas que passaram ou estão passando por algo como o meu caso por favor me digam como estão conseguindo viver. Meu e-mail é luanalpereira@hotmail.com. Obrigada... Fábio que Deus e os nossos amigos espirituais te acolham nessa nova morada. Te amo muito.. Bjos
(10/11/2009 11:12:22) - (IP: 189.108.231.26
Luana L. Pereira (luanalpereira@hotmail.com)

Anônimo disse...

meu pai faleceu a 5 meses nossa como eramos parecidos a saudade doi muito. preciso de uma comunicaçao como fazer

Ana Cristina Valladares Madeira disse...

Querida AV,

Minha história se difere um pouco das demais. Perdi o grande amor da minha vida, o único homem que amei nesta (e quem saba em outra) encarnação no dia 24 de agosto de 2008. Ele não era meu marido, meu amante ou somente meu amigo...era meu filho. Tinha 19 anos e eu o tive qdo tinha 17 anos. Crescemos juntos aprendendo a viver e passamos por por tudo nesta vida juntos. A dor da falta q sinto dele é indiscritível e cresce todos os dias. Perdi de uma só vez o amigo, o companheiro, o cúmplice, o amigo, o filho, o pai, o esteio, a felicidade, a esperança no futuro, enfim...perdi tudo.
Acredito que me reencontrarei com meu filho e apesar de ter hoje 38 anos as unicas coisas que ainda me fazem viver são as minhas filhas que precisam de mim aqui, neste mundo.
Minha filha de 17 anos perdeu o pai ha 2 meses, ou seja, pai e irmão em menos de 2 anos....
Eu não entendo, não consigo entender...
Me desculpe se atrapalhei de alguma forma.

Fique com Deus e tenha fé, é só q nos resta....

Valéria Furtado disse...

Boa tarde a todos,

Encontrei este blog por acaso, num momento de tristeza e muita saudade. Meu marido faleceu a quase um ano (22/08/2011). Fomos casados por 15 anos e tivemos dois lindos filhos (11 e 7 anos). Tínhamos um casamento muito feliz e ao longo dos 15 anos crescemos muito juntos, era um companheiro incrível e um pai sensacional. Lutamos juntos contra um câncer descoberto quando ele tinha 39 anos, já em estado metastático. Ao longo dos 2 anos de luta, presenciei a mudança de todos e a sua resignação. Ele foi um exemplo na luta contra a doença e de certa forma se preparou para sua partida de Terra. Confesso que as duas últimas semanas não tem sido fáceis, nosso 1o dia dos pais e a proximidade do aniversário de 1 ano da morte dele nos fizeram reviver muitas coisas. Um abraço a todos.

Postar um comentário

Deixe aqui seu recado ou depoimento, de forma anônima se preferir. Respeitamos a sua opinião, por isto recusaremos apenas as mensagens ofensivas e eventuais propagandas. Volte sempre!

Artigos mais lidos

  ©PARTIDA E CHEGADA - Todos os direitos reservados.

Template by Dicas Blogger | Topo