19 de fev de 2009

MÃEZINHA, EU JÁ VI VOCÊ CHORAR...


"Oi, mãezinha Márcia! Oi, mãe! Paizinho Fabiano, oi! Beijão forte, forte mesmo! Vovô Irineu está me ajudando a escrever esta carta. Ele está feliz e a pouco falamos da fé e alegria de vocês por receberem estas notícias. Sabe, mãe, naquelas poucas horas de hospital, senti em determinado momento como um pássaro voando. Era-me difícil abrir os olhos para ver o que acontecia. Em determinado momento parecia pousar. Foi aí que vi ao meu redor tantas coisas lindas. Pisava num gramado verde, macio como um tapete. Bem próximo a mim, vi um senhor encostado no tronco de uma linda macieira. Ele atirava pedrinhas no lago que estava próximo.

Ele me chamou. Quando me aproximei, disse-me: 'Senta do meu lado, vamos conversar'. Eu, porém disse a ele: 'Minha mãe e meu pai não gostam que eu converse com desconhecidos'. Ele, no entanto, com um leve sorriso insistiu: 'Senta. Seus pais não ficarão tristes com a sua atitude'. Foi aí que me assentei e por longo tempo ouvi lindas histórias, enquanto observava a beleza do lago à nossa frente. Admirava as borboletas que passavam. Escutava no cantar dos pássaros a alegria de uma música de paz.

Mãe... Pai... Era, aquele senhor, o vovô Irineu. Quando dormi para acordar por aqui, ele estava do meu lado, sempre me dizendo: 'Felipe, Jesus e Maria, sua mãe, cuidam de seus pais. Não se preocupe. Quando Jesus e Maria acharem que é o momento, nós vamos encontrá-los e você dirá a eles de seu amor de filho. Enviaremos abraços de festas e alegrias para a nossa Isabel, a Maria, nosso Vitório. Tenho certeza de que eles ficarão felizes. Vamos abraçar sua irmã, nossa Juju - nossa Júlia. Você vai ficar certo de que Jesus e Maria não deixaram sem proteção aqueles que você ama'.

Mãezinha, eu já vi você chorar. Você também, pai. O vovô Irineu me explica o porquê e aí eu não fico triste. Tenho feito muitos amigos por aqui. Estou me sentindo bem. Até sei escutar a quem me pede para esperar, quando me dá vontade de chegar em casa para abraçá-los. Beijo, mãe, bem forte em você, pai, e na Júlia. Não demora, eu venho com outras notícias. É o que me diz o vovô Irineu que deseja paz e confiança a todos! Meu amor". (Ele faz uns rabiscos que representa um avião, um carrinho e matinhos.)

Assinado : Felipe Lima Gandolfo (psicografia)
Data: 11 de abril de 2008
Local:
Centro Espírita Aurélio Agostinho - Uberaba (MG)
Médium:
Celso de Almeida Afonso

Esclarecimentos :
1. Márcia e Fabiano: Pais; 2. Poucas horas de hospital: Foi tudo muito rápido e avassalador ( de uma virose a SARS); 3. Vovô Irineu : avô paterno - Desencarnado em 11/12/89; 4. Nossa Isabel : avó materna;5. Maria: avó paterna, esposa do vovô Irineu;6: Vitório: avô materno; 7. Nossa Juju - Júlia: Neta do vovô Irineu e irmã do Felipe. Felipe Lima Gandolfo - Nascimento: 06/01/2003. Voltou para Vida Espiritual em 08/02/2008 com 5 anos de idade.

1 Comentário:

Adriana Mafacioli disse...

Esta mensagem me lembra muito o meu filho Bernardo. Vou também buscar uma mensagem dele e, se for merecimento meu, ela chegará.
Obrigada,
Adriana

Postar um comentário

Deixe aqui seu recado ou depoimento, de forma anônima se preferir. Respeitamos a sua opinião, por isto recusaremos apenas as mensagens ofensivas e eventuais propagandas. Volte sempre!

2leep.com

Artigos mais lidos

  ©PARTIDA E CHEGADA - Todos os direitos reservados.

Template by Dicas Blogger | Topo