28 de fev de 2009

MEDIUNIDADE : INVASÃO DE PRIVACIDADE

Em uma casa de aparência humilde, na orla marítima de Salvador, mora uma mulher considerada um fenômeno. Telma Brito Melo teria o poder de ler pensamentos. Mais do que isso: ela seria capaz de entrar nos arquivos da nossa memória e, em segundos, revelar experiências que já vivemos, segredos que nunca revelamos.

Telma tem 45 anos e conta que na infância começou a ver e ouvir espíritos. Os pais achavam que era loucura, mas mudaram de idéia no dia em que a vidência da filha evitou uma tragédia. "Falei com meu pai que era para gente sair de casa, porque ela ia cair. No horário exato que o espírito avisou, a casa caiu", ela lembra.

Aos poucos, esse poder paranormal foi ganhando fama e surpreendendo até quem estudou muito para entender o complexo mecanismo da mente. A psiquiatra Ana Maria Fernandes se interessa tanto pelo fenômeno que chega a pedir ajuda de Telma para tratar de alguns dos seus pacientes.

O Globo Repórter acompanhou a consulta da cabeleireira Emília Alvarez. A médium Telma Brito Melo se concentrou, segurou as mãos dela e logo entrou em transe. Aí começou o fenômeno. A consciência de Emília acabara de ser invadida.

Momentos remotos da vida que a cabeleireira guardava em segredo acabaram sendo revelados. No meio da consulta, a médium começou a se coçar, irritada. Era a manifestação de uma doença que não pára de atormentar a cabeleireira.

"Sempre sinto esta coceira no mesmo lugar. É no pescoço. Já fiz tratamento e parei. Fiz exames, tomei vacinas antialérgicas. O médico diz que tenho que tomar remédio durante cinco anos. Ela falou tudo certinho, inclusive os lugares que coçam", confirma Emília.

Telma viveu os sintomas e deu uma explicação para a estranha doença de Emilia: ela acha que tudo isso é provocado por um espírito obsessivo. “Se essa energia que está no campo dela sair, ela pode ficar livre dessa coceira. Mas se o espírito - é de outra vida - ficar, pode tomar o melhor remédio do mundo que não adianta", afirma a médium.
O Globo Repórter convidou um pesquisador para conhecer os poderes atribuídos a Telma. O professor Carlos de Brito Imbassahy é físico, mora no Rio de Janeiro e há mais de 20 anos estuda os fenômenos paranormais.

Diante da médium, ele se submeteu a uma consulta, mas usou uma técnica muito comum entre os investigadores dessa área: procurou não pensar em nada no momento, tentou deixar a mente livre, vazia. Tudo para dificultar o trabalho dela. Em transe, Telma percebeu o bloqueio. A porta da consciência do professor parecia estar fechada.

Mas ela não desistiu - queria muito conhecer a vida atual do professor. "Eu gosto de viver. Temos que viver o agora. Pode me chamar de apressado. Ultimamente, o que eu tenho é pressa. Eu gosto de voar, não gosto de ser controlado. Viver é a coisa mais importante na face da Terra”, diz Telma, durante o transe.

O professor Imbassahy tomou um susto. Não imaginava que alguém fosse capaz de invadir tanto a sua personalidade. "Eu sou realmente assim. É a primeira vez que eu vejo esse tipo de fenômeno. Dentro da física, não tem explicação, é algo de novo”, ele comenta.

Pesquisas espirituais - Globo Repórter
Veja mais : íntegra do programa de março de 2003 (22/02/09)
Próxima postagem : Cérebro em transe

Seja o primeiro a comentar ;)

Postar um comentário

Deixe aqui seu recado ou depoimento, de forma anônima se preferir. Respeitamos a sua opinião, por isto recusaremos apenas as mensagens ofensivas e eventuais propagandas. Volte sempre!

2leep.com

Artigos mais lidos

  ©PARTIDA E CHEGADA - Todos os direitos reservados.

Template by Dicas Blogger | Topo