29 de abr de 2009

VIDA APÓS A MORTE VIRA TESE UNIVERSITÁRIA

O tema de vida após a morte será motivo de debate em campo alheio aos centros espíritas. Sonia Rinaldi, que há mais de 20 anos pesquisa o assunto, prepara-se para um desafio : levar para um ambiente totalmente cético algo que comumente é tratado com crença. Ela vai defender, a partir deste ano, uma tese de mestrado na Pontifícia Universidade Católica de São Paulo (PUC), intitulada “Transcomunicação: Interconectividade entre Múltiplas Realidades e a Convergência de Ciências para a Comprovação Científica da Comunicabilidade Interplanos”, com a qual pretende comprovar que após a morte do corpo físico a consciência sobrevive.

Atualmente, como uma das coordenadoras do Instituto de Pesquisas Avançadas em Transcomunicação Instrumental, Sonia passa seus dias conectando aparelhos de gravação de áudio e vídeo, buscando contato com o que convencionamos chamar de “o outro lado da vida”. Para a pesquisadora, o fato deste tipo de abordagem adentrar o mundo acadêmico é uma conquista que só será percebida no futuro, mas que trará benefícios para todos.

Segundo ela, chegaram a chamá-la na PUC para eu mudar o tema de sua tese. "Tenho premência em conduzir a pesquisa conforme a proposta, pois minha tese não será simples. Propus a participação de engenheiros, físicos e matemáticos. A minha parte é levantar a ocorrência do fenômeno - a deles será endossar a autenticidade e - dentro das possibilidades -, tentar explicá-lo".

Mas o tema é espinhoso quando tratado fora da crença da reencarnação. Quem é a favor da sobrevivência após a morte vê a coisa como sendo o ser humano composto de um corpo e uma alma, ou espírito. "Na morte do corpo físico, esse espírito ou consciência, prosseguiria na jornada. Esse é o ponto de vista dos espiritualistas. Já uns tantos parapsicólogos acham que os fenômenos paranormais não são resultado de uma intervenção espiritual, mas sim, produto da própria mente de quem produz o fenômeno. No caso da Transcomunicação, exaustivamente essa segunda hipótese fica descartada, já que as vozes que gravamos falam de coisas que ninguém sabia, dão nomes de pessoas, cidades de origem etc. Filhos falecidos mencionam peculiaridades que só a família sabe. Não há a menor possibilidade de ser produto da mente de alguém. Necessariamente, os contatos mostram que estamos em contato com seres que já partiram", revela.

Independente de tal trabalho, Sonia Rinaldi promove workshops, nos quais pretende ensinar os parentes a manter contato com seus entes que partiram. "Em todos os cursos que damos, todos obtêm resultados de seus falecidos e aprendem a gravar. Não há como comprometer a interpretação, porque, ou a resposta está lá ou não está. Nossas gravações há anos são bem claras… não deixam margem de dúvida ou permita dúbia interpretação", diz.

Religião, para a pesquisadora, se esconde atrás de dogmas e, não respeitando a lógica, pode estar com os dias contados. "Ou algo é “verdade” ou não merece crédito. E tudo que é “verdade” tem que ser passível de análise e investigação. Há de chegar o tempo em que o ser humano dispensará supostas leis divinas, sejam lá quais forem, que não passem pelo crivo da lógica racional. Por isso, penso que a Transcomunicação Instrumental é o veiculo mais poderoso para comprovar que se vive depois da morte, além, claro, de levar consolo a milhares de pessoas que sofrem com a perda de alguém querido".

A partir de reportagem do site NovaE. Veja texto integral

3 Comentários:

daniel oscar mac adden junior disse...

ola amiga sonia,não vou me estender muito,não sei se ja teve acesso mais iria te ajudar muito nessa heroica e abeçoada missão,livro-A grande sintese,de pietro ubaldi,sintese e solução dos problemas da ciencia e do espirito e todos os livros de ramatis psicografados por hercilio maes,boa sorte

silvia geisel disse...

Gostaria de saber quando será defendida a tese, pois adoraria assistir..

Anônimo disse...

Nunca frequentei igrejas, nao tenho habito de rezar, mas sempre converso com Deus, desde crianca. O ceu, principalmente a noite, estrelas, lua existe templo mais belo, ao olhar pra ele sinto a presenca de Deus.
No ano de 2002, estava em constante sintonia com Deus, conversava com Ele em todo lugar, todo momento. assisti quase todos os filmes religioso. Um dia indo de onibus para o trabalho, como sempre, conversando com Deus, eu disse: como era bom no tempo de Abraao, Moises... pois eles podiam te ver, neste momento falei, no com a mente, nem a boca, mas com o coracao, saiu de dentro de mim sem pensar> HA SE EU PODESSE TE VER, quando me deu conta do que tinha falado pedi perdao, quem sou eu pra Te ver, e ri.
Passei o dia trabalhando, a noite voltei pra casa, nao lembrava mais do que tinha falado com Deus. Oito horas fui me deitar, pois me levantava sempre cedo, nao costumava dormir assim que me deitava, desde crianca sempre tive dificuldade em dormir. Sempre me deito de lado, e assim que fiquei de lado senti uma forca muito grande penetrando nas minhas costas, como se fosse um ferro querendo entrar em mim, tentei me virar pra ver o que tava acontecendo mas so conseguia mover meu braco, entao pensei em Deus e disse eu estou com Ele nada temo e relaxei, dai comecei a subir num velocidade incrivel por um tunel, olhando para o final dele via que tinha uma luz, continuava subindo mais ou menos a uns 20 metro do final parei e vi um rosto de um homem Ele passou uma vez depois outra vez, olhando pra mim, ele era identico a Jesus, cabelos castanhos claro, longos Ele era de uma beleza incomparavel. dai voltei com a mesma velocidade e meu corpo tremia muito, pulei da cama fui ao quarto da minha filha e disse eu vi Jesus.
Assisto sempre video e documentario, onde ciencia e religiao questionam sobre pessoas que morreram e voltaram, onde a maioria fala de um tunel. A ciencia diz que quando o celebro para libera substancias que pode causar alucinacoes. Mas eu nao morri, eu estava totalmente acordada, tranquila e de bem com a vida, nao tenho problema mental, sou bastante saudavel, e andei no tunel que muitos falam ter percorrido quando estevam clinicamente mortos.
Apesar de ter vivido isso, tenho duvidas sobre vida apos a morte.
Rosangela
01/08/2011

Postar um comentário

Deixe aqui seu recado ou depoimento, de forma anônima se preferir. Respeitamos a sua opinião, por isto recusaremos apenas as mensagens ofensivas e eventuais propagandas. Volte sempre!

2leep.com

Artigos mais lidos

  ©PARTIDA E CHEGADA - Todos os direitos reservados.

Template by Dicas Blogger | Topo