20 de out de 2009

MEDIUNIDADE : QUESTIONAMENTOS INICIAIS

"Desde a infância tenho contato com espíritos, mas no meu caso, não acho isso bom para mim. Eles querem/pedem ajuda. Mas não sei como ajudá-los. Não sou uma médium evoluída. Vou à Centros Espíritas, onde recebo confirmações de que realmente isso acontece comigo. Às vezes, sonho com alguns deles. Percebo que são presenças constantes. Não ajudam-me e espero que não estejam atrapalhando a minha 'caminhada'. Sempre peço por eles ao nosso Criador, apesar de não conhece-los (ao menos nesta vida). Há algo mais que posso fazer? Gostaria de fazer algo que os ajudassem e me ajudasse também'. ( Cris )

Quanto às suas indagações ou dúvidas em relação à mediunidade, posso te garantir que a grande maioria dos médiuns (sérios) que conheço -- considerando assim aqueles que vêm a mediunidade como missão, como forma de ajudar e que temem não fazê-lo com eficiência -- já passou por este tipo de questionamento. E mais : mesmo entre os mais experientes, as dúvidas permeiam o trabalho, via de regra. Nada de errado nisto. Apenas, para mim, um sinal de seriedade e de caráter. Afinal, nunca saberemos tudo e assim como nesta vida, estamos cercados de espíritos "desocupados", dispostos a se divertir com a nossa boa vontade. Neste caso, acredito que o estudo e principalmente o bom senso são armas fundamentais para direcionar o trabalho individual.
Os médiuns, como você, são pessoas capazes de sentir e/ou escutar pensamentos, vozes e impressões do mundo espiritual. São capazes de tornar-se completamente receptivos à freqüência mais alta ou às energias em que os seres espirituais vibram. Assim, a mente de um espírito se funde à mente do médium e imprime-se nela. Trabalha diretamente com o espírito e ambos precisam estar dispostos a tomar parte desse processo de comunicação. Pelo que me diz, por alguma razão, sua sensibilidade foi desperta. E, posso te garantir, será apenas o início de uma jornada.

Neste caminho o que vai te ajudar é o estudo e o equilíbrio. Portanto, para começar, peço que leia uma postagem recente do blog, na qual respondo a uma amiga: "Carta à uma amiga espírita"

Quero lhe sugerir, ainda, dois livros especialmente interessantes : "Conversando com os Espíritos" e "O Despertar da Intuição", ambos de James Van Praagh (Editora Sextante). São obras que tratam da própria descoberta da mediunidade e que, embora não religiosos, pois os médiuns americanos tem poucas informações sobre a codificação de Kardec, me parecem muito úteis para exercitar o dia-a-dia deste "dom". Espero que goste.

Seja o primeiro a comentar ;)

Postar um comentário

Deixe aqui seu recado ou depoimento, de forma anônima se preferir. Respeitamos a sua opinião, por isto recusaremos apenas as mensagens ofensivas e eventuais propagandas. Volte sempre!

Artigos mais lidos

  ©PARTIDA E CHEGADA - Todos os direitos reservados.

Template by Dicas Blogger | Topo