27 de out de 2009

NÃO TENHA PENA DE SUA PRÓPRIA TRAJETÓRIA

"Também perdi um filho com apenas 11 anos. com uma doença chamado síndrome de lenox. Era uma criança especial. com todo seu problema que ele tinha ele nunca reclamava. Ele foi um pequeno herói... Me dava força para superar as dores que ele tinha. O meu querido filho pablo também foi um anjo na minha vida. Hoje Deus levou o meu anjinho para perto dele. Só me restou saudades e belas lembranças de um filho maravilhoso. Deixo aqui esse pequeno e emocionante recado para todos as mães que perderam seus filhos. Tenham muita força em deus. Com certeza nossos filhos estão olhando por nós de lá de cima". (Marta Cristina de Oliveira - por e-mail)

As palavras de Marta nos levam a refletir precisamente no tamanho de nossas dores e no peso que atribuímos a elas. Não cabe a mim quantificar a dor de ninguém, muito menos ponderar acerca de como devemos encarar os desafios da vida (e da morte). Mas é a vida que nos ensina, por obra de uma força maior que somos feitos para encarar a vida com coragem e compaixão. Coragem para nós e para os que estão à nossa volta e compaixão para com os outros e, na medida exata, para nós mesmos. Não devemos nos apiedar de nossa própria trajetória, pois nós a determinamos em algum momento. Afinal, somos espíritos imortais e esta não é uma verdade que pertence ao Espiritismo, apenas foi revelada por ela.

E para melhor ilustrar o que digo, recorro às sempre inspiradas palavras de Chico Xavier. Leia com atenção a mensagem abaixo e depois gaste um minuto que seja para refletir.

"Quando você conseguir superar graves problemas de relacionamentos, não se detenha na lembrança dos momentos difíceis, mas na alegria de haver atravessado mais essa prova em sua vida.


Quando sair de um longo tratamento de saúde, não pense no sofrimento que foi necessário enfrentar, mas na benção de Deus que permitiu a cura.


Leve na sua memória, para o resto da vida, as coisas boas que surgiram nas dificuldades.
Elas serão uma prova de sua capacidade, e lhe darão confiança diante de qualquer obstáculo.

Uns queriam um emprego melhor; outros, só um emprego.
Uns queriam uma refeição mais farta; outros, só uma refeição.
Uns queriam uma vida mais amena; outros, apenas viver.
Uns queriam pais mais esclarecidos; outros, ter pais.

Uns queriam ter olhos claros; outros, enxergar.
Uns queriam ter voz bonita; outros, falar.
Uns queriam silêncio; outros, ouvir.
Uns queriam sapato novo; outros, ter pés.

Uns queriam um carro; outros, andar.
Uns queriam o supérfluo; outros, apenas o necessário.
Há dois tipos de sabedoria: a inferior e a superior.

A sabedoria inferior é dada pelo quanto uma pessoa sabe, e a superior é dada pelo quanto ela tem consciência de que não sabe.
Tenha a sabedoria superior. Seja um eterno aprendiz na escola da vida.

A sabedoria superior tolera, a inferior julga; a superior alivia, a inferior culpa; a superior perdoa, a inferior condena. Tem coisas que o coração só fala para quem sabe escutar!"

1 Comentário:

Bruna Franciele disse...

Olá meu nome é Bruna Bastos, amei o site partida e chegada. Perdi meu querido pai muito novo em um acidente muito feio, o que me intriga é que minha mãe sempre sonha que ele está pedindo ajuda.Gostaria muito de saber onde fica a "capa dos pobre" em Curitiba.
Muito Obrigada desde já. Que Deus abençoe a todos!
(28/10/2009 14:26:00) - (IP: 189.11.99.52)

Postar um comentário

Deixe aqui seu recado ou depoimento, de forma anônima se preferir. Respeitamos a sua opinião, por isto recusaremos apenas as mensagens ofensivas e eventuais propagandas. Volte sempre!

Artigos mais lidos

  ©PARTIDA E CHEGADA - Todos os direitos reservados.

Template by Dicas Blogger | Topo