30 de out de 2009

POR QUE O HALLOWEEN É TÃO DIFUNDIDO ?

Então, agora que sabemos de onde vêm os diferentes elementos do Halloween, a pergunta fica: por que nos alegramos em uma celebração da morte e de forças sobrenaturais?

Duas questões relacionadas são:

  • por que gostamos de levar susto?
  • por que gostamos de nos vestir como figuras assustadoras?
Todos esses prazeres parecem ser características humanas universais, com festivais relacionados à morte e desfiles de fantasias aparecendo em muitas culturas. Como seres humanos, temos total consciência de nossa própria mortalidade e da morte em geral. As culturas humanas são obcecadas pela morte porque não podemos entendê-la, e ainda assim ela aparece em tudo o que fazemos. É um dos mistérios mais assustadores com que nos deparamos na vida. Uma maneira de se sentir mais confortável com esse mundo desconhecido é torná-lo leve como um festival. Isto deixa todas as idéias assustadoras em aberto, onde podemos encará-las mais confortavelmente, nos divertindo com outras pessoas em vez de contemplar a mortalidade sozinhos.

Além de trabalhar com o mal-estar a respeito dos mistérios da morte e do sobrenatural, as pessoas gostam de serem assustadas por razões puramente biológicas. Quando você assiste a um filme de terror ou anda em uma montanha russa, seu cérebro aciona uma resposta de medo. Seu corpo libera adrenalina e outros hormônios que fornecem energia extra para lidar com a situação. Quando você está realmente em perigo, é claro, não gosta de sentir esses hormônios, você simplesmente os usa para lutar, escapar ou tomar alguma outra atitude. Quando o perigo é simulado, porém, sua mente sabe que, na verdade, você está seguro e gosta da energia que os hormônios te dão. O medo intencional e sob controle é divertido porque ele proporciona uma corrida de hormônios e o ajuda a trabalhar com seus medos em geral em um ambiente seguro.

Ao nos vestirmos com nossos medos, nós os temos mais perto, tomando um certo controle deles. Isto pode ser particularmente eficaz com crianças. Elas geralmente não têm medo da mortalidade tanto quanto de figuras sinistras como monstros e fantasmas. Uma vez que elas se vestem como um monstro e brincam com a personagem, eliminam um pouco do mistério do monstro, tornando-o menos ameaçador.

É claro que o "travessuras ou gostosuras" não é apenas usar roupas aterrorizantes. Normalmente, as crianças se vestem como sua personagem de desenho favorita ou uma figura adulta como um bombeiro ou um astronauta. O prazer disso consiste simplesmente na alegria de atuar - as crianças anseiam pelo Halloween porque elas podem habitar uma personagem, sendo ela uma figura aterrorizante ou um super-herói idolatrado. Os adultos gostam de se vestir por razões semelhantes, e é por isso que as simulações são parte de tantos festivais de diferentes culturas. Colocar uma máscara permite que as pessoas esqueçam suas inibições e saiam de si mesmos por uma noite. Usando uma fantasia, as pessoas dizem e fazem coisas que provavelmente não fariam em sua rotina. É muito gratificante entrar num personagem por um tempo, mesmo (ou especialmente) para um adulto.

O Halloween parece ter uma função valiosa para muitas crianças e adultos. Ele continua tão popular porque preenche nossa necessidade básica de nos referirmos aos mistérios que nos amedrontam e até mesmo de celebrá-los. É um verdadeiro testamento ao poder das tradições do Halloween que elas foram passadas de pai para filho e abraçadas por tantas gerações.

Tom Harris. "HowStuffWorks - Como funciona o Halloween". Publicado em 23 de outubro de 2000 (atualizado em 08 de julho de 2008) http://pessoas.hsw.uol.com.br/halloween10.htm (29 de outubro de 2009)

Seja o primeiro a comentar ;)

Postar um comentário

Deixe aqui seu recado ou depoimento, de forma anônima se preferir. Respeitamos a sua opinião, por isto recusaremos apenas as mensagens ofensivas e eventuais propagandas. Volte sempre!

2leep.com

Artigos mais lidos

  ©PARTIDA E CHEGADA - Todos os direitos reservados.

Template by Dicas Blogger | Topo