23 de fev de 2010

'UM OLHAR DO PARAÍSO' É MAIS UM FILME ESPIRITUALISTA


A Paramount Pictures estreia o filme "Um Olhar do Paraíso" nos cinemas de todo o Brasil. O longa-metragem relata a história de uma menina que, depois de assassinada, ajuda o pai a desvendar o crime. O filme tem produção executiva de Steven Spielberg.

Aos 14 anos, Susie Salmon foi estuprada, assassinada e estripada, mas não morreu completamente. De onde está ela pode observar sua família e seu assassino e torcer para que ele seja preso. Ainda assim, "Um Olhar do Paraíso" não é um filme sobrenatural. É um drama sobre crime e castigo. Trata-se de uma adaptação do romance "Uma Vida Interrompida", realizada pelo diretor e corroteirista Peter Jackson (famoso pela trilogia "O Senhor dos Aneis"). O roteiro, que Jackson assina com Fran Walsh e Phillippa Boyens (suas parceiras na adaptação do texto de "O Senhor dos Aneis"), baseia-se no romance da norte-americana Alice Sebold, publicado em 2002, apresentando uma trama intrincada e bem observada que já demonstrava seu potencial para uma versão cinematográfica.

Em "Um Olhar do Paraíso", Susie (Saoirse Ronan, de "Desejo e Reparação") encanta-se com aquele lugar para onde vai depois de morta -- a que chamam de "meio-termo". Parte sonho lisérgico, parte parque de diversões, esse lugar reúne todas as garotas assassinadas pelo mesmo sujeito -- interpretado por Stanley Tucci (indicado ao Oscar de ator coadjuvante por este trabalho). De lá, Susie observa esse homem e suas tramoias para encobrir seus crimes. Além disso, ele também joga uns olhares estranhos para a irmã mais nova de Susie, Lindsey (Rose McIver), que é também uma vítima em potencial.

De seu purgatório pessoal, a garota também assiste à dissolução de sua família. O pai, Jack (Mark Wahlberg, de "Os Infiltrados"), obcecado por capturar o assassino, negligencia a mãe e os outros filhos. A mãe, Abigail (Rachel Weisz, de "Um beijo roubado"), não aguenta a tragédia e vai embora de casa. Já Lindsey tenta levar a sua vida. Susie se preocupa com todos aqueles que ficaram.O filme é denso, mas o roteiro acerta no clima de suspense ao fazer a narradora dizer à plateia que será morta e adiar a cena do assassinato por vários minutos, que se tornam cada vez mais intensos pela expectativa gerada. São particularmente emocionantes e doloridos os momentos em que Susie ainda não sabe que morreu e sai pela cidade em busca de seus pais. Porém, mostrar visualmente o que acontece após a morte é sempre um desafio ingrato. Era necessário não cair nos velhos lugares comuns de nuvens e seres vestidos de branco. A solução encontrada é satisfatória: o limbo de Susie reflete seus sonhos, medos e aspirações de menina. E a cena dos barcos engarrafados se quebrando na praia por si só já é um belo momento

Além do tema difícil, repleto de sofrimentos e perdas irreparáveis, Spielberg e Jackson ainda tinham de driblar a sempre complicada questão da verossimilhança, ou seja, fazer o público realmente acreditar que é possível uma pessoa morrer e ficar, do outro lado, acompanhando o que acontece por aqui. E nada melhor para resolver questões desta ordem que um elenco competente. Sábia decisão. Além dos já citados Tucci e Saoirse, o elenco é completado por outros nomes de peso que dão conta do recado,como Mark Wahlberg, Rachel Weisz e Susan Sarandon.

O livro de Sebold força a narrativa a um extremo, no qual a menina morta é uma narradora onisciente que fala com seus leitores com uma franqueza brutal. Há algo de muito interessante na forma como a história se abre, como a tragédia maior alavanca pequenas tragédias individuais que ameaçam o núcleo familiar. O título original do livro e do filme, "The Lovely Bones" (traduzido nas legendas como "restos angelicais"), não se refere apenas aos delicados restos mortais de Susie, mas, também, à trama complexa e frágil que une e separa as pessoas.

Ao lado você tem a capa do livro "Uma Vida Interrompida", que deu origem à trama. Para comprar clique aqui. Veja também a galeria de fotos do site oficial.

Curiosidades:

  • Alice Sebold, autora do livro o qual Um Olhar do Paraíso é baseado, declarou que preferia que a intérprete de Susie Salmon fosse uma atriz desconhecida. A escolhida foi Saoirse Ronan, que pouco depois ganhou notoriedade ao ser indicada ao Oscar de atriz coadjuvante por Desejo e Reparação (2007);

    Saoirse Ronan foi escolhida a partir de uma audição gravada, enviada aos produtores e ao diretor Peter Jackson. Eles ficaram tão impressionados com o material que logo acertaram com a atriz, sem que houvesse a necessidade de uma nova audição;

    Helen Hunt esteve cotada para interpretar Abigail Salmon;

    Rachel Weisz foi a primeira integrante do elenco contratada para o filme;

    Inicialmente seria Ryan Gosling o intérprete de Jack Salmon. O ator deixou crescer a barba e engordou 9 kg para o papel, mas deixou o elenco poucos dias antes do início das filmagens devido a diferenças criativas. Em seu lugar, foi contratado Mark Wahlberg;

    A escola em que a personagem Susie Salmon estuda é baseada na General Wayne Elementary School, onde Alice Sebold estudou nos anos 70;

    O orçamento de Um Olhar do Paraíso foi de US$ 100 milhões.

FICHA TÉCNICA - Título original: The Lovely Bones - Diretor: Peter Jackson - Elenco: Mark Wahlberg, Rachel Weisz, Susan Sarandon, Stanley Tucci, Saoirse Ronan - Gênero: Drama - Duração: 135 minutos - Ano: 2009 - Data da Estreia: 19/02/2010 - Cor: Colorido - Classificação: Não disponível - País: EUA, Reino Unido, Nova Zelândia (Aotearoa)

Seja o primeiro a comentar ;)

Postar um comentário

Deixe aqui seu recado ou depoimento, de forma anônima se preferir. Respeitamos a sua opinião, por isto recusaremos apenas as mensagens ofensivas e eventuais propagandas. Volte sempre!

Artigos mais lidos

  ©PARTIDA E CHEGADA - Todos os direitos reservados.

Template by Dicas Blogger | Topo