9 de abr de 2010

AS HISTÓRIAS FANTÁSTICAS DO MÉDIUM

Chico Xavier fundou três centros espíritas ao longo da vida. Primeiro, o "Centro Luiz Gonzaga" (1927), em Pedro Leopoldo. Depois a "Comunhão Espírita Cristã" (1956)  e o "Grupo Espírita da Prece" (1975), ambos em Uberaba (MG), para onde o médium se mudou em 1959. Todos os sábados, pelo menos enquanto teve saúde para isso,  percorria os bairros mais pobres oferecendo orientação espiritial gratuita e distribuindo alimentos.

Enquanto isso, os direitos autorais de seus vários best sellers susten­tavam -- e continuara sustentando -- uma variedade de instituições. Às sextas e também aos sába­dos, Chico realizava sessões pú­blicas de mediunidade, durante as quais recebia mensagens de pessoas mortas e as entregava aos familiares (que, na maioria das vezes, estavam ali em busca de consolo). A rotina era quase sem­pre a mesma: primeiro, o médium lia uma parte do Evangelho; em seguida, recolhia-se a uma sala e passava receitas homeopáticas por seis ou oito horas; e só então começava a receber as mensagens espirituais. Nessas ocasiões, Chico Xavier jamais incorporava espíritos -- apenas ouvia e trans­crevia tudo o que eles diziam.

Um dos casos mais famosos é a mensagem enviada pelo espírito do jovem Wady Abrahão Neto. Em 1973, quando tinha apenas 17 anos, o rapaz morreu, vítima de um enfarte. A família ficou desorien­tada, com pai e mãe pensando até em suicídio. Seis meses depois da tragédia, eles resolveram procurar o médium. Chico entrou em contato com Wady e trouxe do além as palavras que finalmente recon­fortaram seus familiares. Num dos trechos psicografados, o ga­roto dizia: "Melhoro em espírito quanto ao ânimo de que preciso para seguir adiante, mas ouço as vozes de meus pais queridos chamando-me em pranto". A cada atendimento desse tipo, nem é preciso dizer, crescia o número de seguidores do espiritismo.

Os anos 70 seriam decisivos tanto para a credibilidade de Chico Xavier quanto para o futuro da dou­trina espírita no Brasil. Logo no início da déca­da, em 1971, o médium foi à TV, como convidado do programa "Pinga-Fogo", na extinta TV Tupi. Em duas entrevistas, respondeu a perguntas sobre temas delicados, como sexo, e sobre os conceitos mais polêmicos do espiritismo (pelo menos segundo a ótica católica), como reencarnação. Por maior que tenha sido o empenho dos jornalistas, claramente dispostos apegar o entrevistado em alguma contradição, Chico fez o maior sucesso. Aparentemente, não havia  quem pudesse desacreditá-lo: ao longo daquela década e da seguinte, a doutrina daria primeiro salto significativo no número de seguidores.

As visitas ao médium  tornaram-se disputadíssimas -- inclusive com um número cada vez maior  de  celebridades. Foram muito famosos buscando aconselhos de Chico Xavier. Surgir am, então, acusações de venda ingressos para os dias de visita ou de atendimento privilegiado a  artistas e políticos em detrimento das pessoas mais humildes. A pergunta era se o médium estaria se corrompendo moralmente? Pior ainda: estaria obtendo benefícios financeiros com a imensa popularidade que havia alcançado? As denúncias jamais foram comprovadas e Chico afirmaria, até o fim vida, que devia o sustento à modesta aposentadoria, conquistada após longos anos de serviços prestados -- como escriturário  -- ao Ministério da Agricultura.

No início da década de 90, Chico Xavier deixou de comandar sessões espíritas. "Aos 81 anos , atormentado por sucessivas crises de angina, abatido por pneumonias graves e castigado por uma catarata crónica, ele vivia em repouso e, por recomendação  médica, já não participava de sess ão havia quase nove meses", escreveu Marcel Souto Maior em "As Vida de Chico Xavier". Mas as pere­grinações até o "Grupo Espírita da Prece", em Uberaba, duraram até sua morte, no dia 30 de junho de 2002 -- curiosamente, algumas horas depois de o Brasil conquistar o penta na "Copa do Japão". Chico tinha 92 anos. "As 48 horas de velório foram suficientes para que as caravanas de ônibus chegassem em paz. A Polícia Militar fez as contas: 2 500 pessoas por hora, em média, se despediram de Chico no "Grupo Espírita da Prece". Ao todo, 120 mil pessoas", afirma o biógrafo do médium. "A fila para ver o corpo atingiu 4 quilómetros e chegou a exigir uma espera de aproximadamente três horas."

Após sua morte, várias men­sagens supostamente espirituais foram atribuídas a ele. Nenhuma, contudo, teve sua autenticidade comprovada pelos próprios espí­ritas. Histórias fantásticas come­çaram a circular. A mais polémica de todas talvez seja a que envolve o médium mineiro Carlos Baccelli, amigo de Chico. O espírito do médico Inácio Ferreira teria dito a Baccelli que Chico Xavier fora a reencarnação de Allan Kardec. Mas são poucos os que endossam essa tese, principalmente entre os adeptos do espiritismo. Primeiro, porque o espírito de nenhum dos dois jamais veio à Terra para confirmá-la. Depois, porque, segundo a maioria dos espíritas, Chico e Kardec eram donos de personalidades absolutamente distintas. "Chico Xavier foi o maior fenômeno mediúnico de todos os tempos, o legítimo continuador de Allan Kardec", afirmaria Baccelli numa entrevista à Revista Cristã de Espiritismo. "Eu o nivelo a Fran­cisco de Assis [o santo italiano], cuja vida  -- e isso é uma opinião quase unânime entre os cristãos -- foi a que mais se aproximou da vivida por Jesus."

Para a Federação Espírita Bra­sileira (ou seja, a versão oficial), Chico Xavier está agora no plano espiritual, ainda trabalhando pela divulgação e pelo desenvolvimento da doutrina. O espiritismo prevê que, de tempos em tempos, um espírito evoluído reencarne para dar uma forcinha especial à hu­manidade. Qualquer hora dessas,pode ser a vez do médium mineiro. Quando e onde ele reencarnará? Ninguém sabe. "Verdade irrefu­tável é que ele, o menino pobre e mulato do interior de Minas Ge­rais, filho de pais analfabetos, se transformou em um mito", afirma Marcel Souto Maior. "Venerado, idolatrado, atacado, perseguido como um ídolo popular".

Seja o primeiro a comentar ;)

Postar um comentário

Deixe aqui seu recado ou depoimento, de forma anônima se preferir. Respeitamos a sua opinião, por isto recusaremos apenas as mensagens ofensivas e eventuais propagandas. Volte sempre!

2leep.com

Artigos mais lidos

  ©PARTIDA E CHEGADA - Todos os direitos reservados.

Template by Dicas Blogger | Topo