14 de abr de 2010

A DOR DA SAUDADE E A CERTEZA DO REENCONTRO

"O valor das coisas não está no tempo que elas duram, mas na intensidade com que acontecem.
Por isso, existem momentos inesquecíveis, coisas inexplicáveis e pessoas incomparáveis"
(Fernando Pessoa)

Estava respondendo aos e-mails e mensagens do blog e de nossas comunidades no Orkut e no Ning, quando cheguei a uma página especial, a da postagem "Saudades de meu amor. Não estou conseguindo...", publicada em 15/01/2009. Como outros tantos artigos, iniciei-o com um depoimento e creio que isto o tornou próximo dos leitores. Como resultado, recebemos inúmeros e emocionados depoimentos de pessoas que relatam a perda do amor de suas vidas. Decidi, então, compartilhar estas palavras e, dando-lhes destaque, sei que estamos ajudando e de alguma maneira confortando inúmeras outras pessoas.

* * *

"Eu perdi minha esposa a cerca de 8 anos. Durante esse tempo tinha a consciência de que ela continuava viva no mundo espiritual. Ao anoitecer antes de dormir além das preces que sempre fazia para sua iluminação, pedia aos espíritos de luz que me permitissem ir visita-la no mundo espiritual, para saber como ela estava, se estava bem, e matar a saudade. Ao amanhecer eu não me lembrava dos meus sonhos, mas tinha uma inexplicavel sensação de que tudo estava bem. Não sentia tanta saudade, e tinha uma certeza de que ela estava bem no mundo espiritual. Fazia preces por ela e nessas preces eu a imaginava envolta em uma atmosfera de paz, de felicidade, de segurança, de amor, envolvida pelos braços amorosos de Jesus. Pedia sempre por ela e sentia sempre que ela estava bem, seguindo o seu caminho, e durante as noites de sono pedia para estar com ela, recebendo pela manhã sensações de tranquilidade, de paz, de certeza que estive em companhia dela, sem no entanto me lembrar de nada".

Acho que não custa esperimentar.  Abraço e muita paz. (Carlos Roberto Honório)

* * *

"Meu nome é Luana tenho 27 anos. Conheci o Fábio (meu esposo), com 3 anos aos 14 começamos a namorar e aos 17 estava grávida e fomos morar juntos. No dia 29/11/2008 casamos no civil e igreja, foi muito lindo. Estava tudo muito perfeito, nosso filho Thiago hoje com 10 anos é uma benção. No dia 02 de agosto desse ano (2009), o Fábio desencarnou, devido a um acidente de moto. Sou leiga no assunto do espiritismo, mas costumo dizer que é a crença que mais acredito e me conforta. Infelizmente choro todos os dias de muitas saudades e é uma dor que vem lá no fundo mesmo, as vezes acho que vou ter um ataque ou coisas parecidas. Costuava pedir a deus pra que se algum dia tivesse que levar o Fábio ou o Thiago que me levasse primeiro pois não suportaria ficar longe de algum deles, pois bem... Deus não quiz assi e agora estou dormindo e acordando sem uma vontade exata pra viver. Tenho meu filho, que é maravilhoso, mas não estou sabendo lidar com essa situação. Se tiver alguem que possa me ajudar, pessoas que passaram ou estão passando por algo como o meu caso por favor me digam como estão conseguindo viver. Meu e-mail é luanalpereira@hotmail.com. Obrigada... Fábio que Deus e os nossos amigos espirituais te acolham nessa nova morada. Te amo muito". (Luana L. Pereira  - luanalpereira@hotmail.com)

* * *

"No no dia 30/10/08, o amor da minha vida e meu marido partiu para o plano espiriual com 36 anos, devido a um problema banal no rim, que se tornou uma infecção generalizada e não se pode fazer mais nada.
Como você, penso da mesma maneira, em nenhum momento me revoltei. É só a saudade que não consigo controlar e as vezes por esse motivo choro. Nossa vida juntos foi realmente maravilhosa, uma felicidade plena, amor incondicional.
Foram 15 anos juntos, acho que é mesmo difícil lidar com a falta que a pessoa faz, tenho uma filha de 13 anos. Só Deus e o Tempo vão me ajudar a me localizar na vida novamente". (A.V.)
* * *


"AV, entendo a tua dor...meu marido desencarnou há 06 meses. Fomos muito felizes, nos doze anos de convivência, não era um amor só nosso, compartilhavamos com todos familiares e amigos. A presença dele enchia a casa, sempre alegre e pronto ajudar a todos. Hoje, vivo o "dia a dia", mas o que me faz ser forte e aguentar apesar da saudade. O amor que sinto por ele, a certeza que é apenas uma separação, a certeza do encontro todas as noites durante o sono, o desejo que ele esteja bem, mesmo distante fisicamente de mim, a certeza que apesar da separação física seguimos juntos. Ore e peça a Deus, "serenidade e equilíbrio", para que toda sua dor e sofrimento se transforme em saudades repleta de lembranças felizes. Chore quando sentir vontade, faz bem, só não se permita entrar em desespero". (Ivone Martins  - ivonemartinss@bol.com.br)

* * *


"Entrei nesse blog por acaso, estava em casa, nesta terça feita de carnaval, triste, com muitas saudades do meu marido que desencarnou hà um ano e dois meses, mas paa mim, foi ontem. Tenho sofrido muito sua ausência, pois, éramos três a compartilhar a vida nesse mundo, minha filha, de um primeiro relacionamento, que vivia conosco, esempre muito presente em toda a nossa convivência, por 17 anos, pois quando nos unimos ela contava com 07 anos de idade, agora está se afastando, desde o desencarne dele, que ela se afastou, quando seu mais precisava dela, não a reconheci mais, àquela amizade, a compreensão, o amor filial, foi se acabando. Não entendo por quê. A miha única esperança de apoio... procuro... e nada. Nossa, hoje sou só, entre muitos e muitas que vivem nesse mundo".  (Ceu Mariano - ceumariano@hotmail.com)

* * *

"Meu amor desencarnou no dia 14 de maio, era aniversário de sua filha de 12 anos. Faleceu ao meu lado na cama, enquanto descansava durante a tarde. Deve ter sido um ataque cardíaco, não levou mais que um minuto. E agora estou eu aqui, só sei pensar nele, foram 12 anos de casamento de muito amor. É MUITO RESCENTE...e a saudade só aumenta. Temos 3 filhas, tenho medo de não suportar...precisava de um alento dele...qualquer coisa...ele sempre me dizia que tínhamos muita vida pela frente, mas se foi...e agora...será que algum dia volto a sorrir? A felicidade volta?"  (Dalila Grollmann  - dali.lag@hotmail.com)

* * *

"Meu nome é Michele e amanhã faz seis meses que meu Bebeto foi ao encontro do Mundo Espiritual... Entendo completamente o que cada uma de vocês sente, pois minha dor se solidariza à de vocês. A saudade é tão imensa e desgastante que chega a doer fisicamente. Estávamos juntos há seis anos e nos conhecíamos há oito, sua partida foi violenta e abrupta, porém tenho certeza que ele nada sentiu. Mesmo sendo Espírita, mesmo sendo médium, mesmo sendo trabalhadora de uma Casa Espírita ainda assim sou MULHER, HUMANA, APAIXONADA, SOLITÁRIA sem àquele que escolhi para ser meu par - mesmo que imperfeito, como eu. Estou fazendo terapia, fazendo tratamento Espiritual, tomando conta de mim... mas nada, nada é capaz de curar a dor da ausência, a impossibilidade de tocar, de sentir sua mão na minha... Nada. O tempo é implacável, teremos de continuar, mesmo que dilaceradas pela saudade, pela solidão interior, pelo choro escondido em nossos olhares diários, nosso consolo será entender que UM DIA estaremos novamente ao lado de nossos seres amados... Até lá teremos de sobreviver. Que Deus nos guie e nos fortaleça em nossa DOR. Oremos umas para as outras e pelos nossos AMORES ETERNOS".. ( Michele Monteiro - micms@hotmail.com)

21 Comentários:

Anônimo disse...

Entrei nesse blog por acaso, estava em casa,ESTOU COM MUITA SAUDADE DO MEU QUERIDO MARIDOQ SE FOI HA 2 MESES MAIS Q SAUDADE ESSA MEUDEUS COMO DOI SONHO COM ELE TODOS DIA LENBRO TODA HORA NOSSA QUANDA SAUDADE angelkkkkkk@hotmail.com

Adriana disse...

Olá gostaria muito de receber uma carta da minha avó, mas não sei como isso é feito!! Eu peço a carta?! Vcs aceitam pedido?! Que dados tenho que enviar?! Essa carta é muito importante para mim!! Peço que me respondam via email: dri_shane@hotmail.com

Obrigada!!

Adriana

Anônimo disse...

Desde criança tenho sonhos com uma garota, sempre ela está aprisionada... sendo levada por um grupo de andarilhos, acho. Mas, ao tentar resgata-la, fico no lugar dela, porém, voltam e conseguem me salvar... no fim, sei q tenho um sentimento muito forte por ela, acho que a amo. No fim desse sonho, ela vai embora com outra pessoa e lamenta por não me corresponder da maneira que eu gostaria... sofro muito com isso, sinto a falta dela e sei que preciso fazer algo pela mesma. Principalmente porque cheguei a conhecê-la na vida real, após tantos anos tendo o mesmo sonho... o mesmo se repete em vida atual, e sempre tenho outros sonhos com ela e sei que preciso ajuda-la de alguma forma, só não sei como...

Por favor, se poder me ajudar de alguma forma, envie um e-mail para rosi56@hotmail.com ou katianne_raissa@hotmail.com. Obrigada!!!

Anônimo disse...

Perdi o amor da minha vida no dia 14/11/2009. Conheci o Fábio no ano de 1997, nosso primeiro namoro, namoramos por três vezes, nos conhecíamos ha 12 anos. Em 2009 ficamos juntos pela ultima vez. Em fevereiro de 2009 reiniciamos um namoro que acabou virando um casamento, foi o amor mais rápido e mais intenso, ficamos juntos até a partida dele. Hoje depois de um ano, me sinto ainda mto sozinha, choro todos os dias, a saudade mais dolorida que alguém pode sentir é a de perder uma pessoa que vai embora para nunca mais voltar.
Me sinto como se eu tivesse ido embora também, não sou mais eu mesma, tenho vontade de deitar na cama e dormir, dormir e dormir, pra sonhar com ele, pra estar ao lado dele.
Saudades pra sempre

BELZINHA disse...

GOSTARIA MUITO DE RECEBER UMA CARTA PSICOGRAFADA DO MEU ESPOSO PAULO RENATO DESENCARNADO DIA 29012011.

Anônimo disse...

Oi amigos, meu nome é Maria Rosalina Cardoso, como todos aquí também perdi um grande amor, que era meu neto Lucas Nunes de 16 anos, a 20 dias, amigos eu não sei ainda como estou vivendo a dor é tão grande que as vezes acho que estou tendo um pesadelo e que a qualquer momento vou acordar. Meu neto era muito lindo com 1,80 e 86 kilos, uma saúde invejada. Todos os dias peço a Deus nas minhas orações força para continuar viva pois acho que o meu coração está um vacuo, com a falta que sinto dele.

Desejo a todos que Deus conforte os corações de voces.

sobrinho disse...
Este comentário foi removido por um administrador do blog.
sobrinho disse...
Este comentário foi removido por um administrador do blog.
sobrinho disse...
Este comentário foi removido por um administrador do blog.
internet explorer disse...

Oie Meu Nome é Thomaz Tenho 22 anos..
Queria Saber Como Tenho que Fazer pra Desenvolver minha Mediumnidade?
Olha as veses Vejo espiritos que são Ruims o que tenho que Fazer?
Obrigado Um abraço a todos

Patrícia disse...

Meu nome é Patrícia, tenho 30 anos, fazem 8 meses que o meu esposo se foi aos 35 anos de idade em consequência de uma doença pulmonar que surgiu de repente e evoluiu muito rápido, vivemos juntos por 14 anos, fomos muito felizes e temos um filho de 14 anos... ele foi uma pessoa maravilhosa, me amava muito, fazia tudo por mim e pelo nosso filho... e agora me vejo só, apenas com as lembranças e a saudade que dói tanto... estou lutando todos os dias contra essa dor, tentando encontrar compensações, mas tenho a dizer que por mais que eu seja forte, é muito difícil, é uma coisa surreal. Peço a Deus todos os dias para que ele esteja bem e que me ajude a cuidar do nosso filho... As pessoas dizem que com o tempo, essa dor vai se amenizando, mas pra mim parece que com o tempo a dor só aumenta.

sobrinho disse...

joão 5:28-29 podera voce aguardalos na resureição

sobrinho disse...

jeova vai trazer os mortos de vota a vida.Ele realmente tragará a morte para sempre, e o Soberano Senhor Jeová certamente enxugará as lágrimas de todas as faces. E de toda a terra ele tirará o vitupério de seu povo, pois o próprio Jeová falou [isso].

Anônimo disse...

Entendo totalmente o que vocês sentem. Meu marido faleceu em 13/12/2010. Ficamos casados exatamente 29 anos e meio. Saí pra trabalhar, quando voltei na hora do almoço ele estava morto em nossa cama. Foi um choque e uma dor indescritível. O que me mantém em pé é a Luz da Doutrina Espírita que consola, conforta, esclarece. Não sei o que seria de mim se não fosse essa Luz. Já estive pior, hoje estou bem melhor, Graças a Deus!Quando a tristeza chega de forma inesperada, faço minhas orações pedindo a Jesus que me Fortaleça para vencer essa dor. Às vezes sento em frente ao computador e escrevo tudo o que sinto ou que gostaria de dizer para o meu marido. Escrevo, choro e rezo. O choro sem revolta acalma e alivia a dor. Fazendo isso consigo desabafar o que está oprimindo meu peito, e que me ajuda e muito. Mesmo tendo certeza que meu marido está VIVO em outra dimensão, a dor da saudade é intensa, é quase uma dor física, tem dias que é mais forte. O que alivia a dor da saudade é a ORAÇÃO que faço e sinto que vem do fundo da alma, acreditando sempre que, apesar da perda, Deus Nosso Pai sabe o que é melhor pra nós que ficamos aqui e pras pessoas que amamos que já partiram. A oração é o melhor remédio pra libertar dessa tristeza que parece não ter fim, mas tem. Dica: No Evangelho Segundo o Espiritismo tem a prece pelos desencarnados: "Pelas pessoas a quem tivemos afeição" capítulo 28 itens 62 e 63. Luz e Paz a todos que passam pela dor da perda de um ente querido! nazald@bol.com.br

Anônimo disse...

Meu Nome é Cristina,gostaria de compartilhar com todas vocês que perderam o marido.Dia 19/04/2013 fazem exatamente sete meses que o João desencarnou,foram sete anos de luta contra uma insuficiência renal crônica,quinze micros enfartos,cardiopatia de ultimo graú,calcificação das artérias e outros.A doença nos uniu muito mais,como qualquer casal tivemos problemas,mas tivemos a chance de nos perdoar,nos respeitar e nos amar verdadeiramente.Agradeço a Deus por ter nos dado a chance de termos consolidado vinte e cinco anos de uma vida a dois,sei que sou egoísta em dizer que gostaria que neste momento ele estivesse comigo,também esta sendo muito difícil lhe dar com esta dor da ausência,é uma dor profunda a qual tem me isolada das pessoas,não sinto vontade

Anônimo disse...

perdi meu marido a 3 meses vive com ele durante 8 anos e fomos muito feliz e agora pra mim e muito ruim vive sem ele,sonho com ele todos os dias e parecer que essa dor nunca vai passar,me imagino tano com ele a todo estante pois não consigo mim acostuma sem eleao meu lado.temos uma filha de tres anos.a morte dele foi muito rapida até mesmo repentina pois ele tinha apenas 22 anos ...queria muito ver ele porque a saudade e de mas ...

Moretto Lilian disse...

Meu marido desencarnou no dia 03/08/2013 vai fazer quatro meses, e eu ando tão triste, com vazio parece que tiraram meu chão, foi tudo tão rápido ele estava bem conversando comigo quando teve um infarto, me senti tão incapaz por não poder ajudar, foram 6 anos juntos sinto tanta saudadesss de cada minuto que passamos juntos.
Choro muito, e muito recente peço para Deus para sonhar com ele, mais quase sempre não lembro dos meus sonhos, cada dia que passa a saudades só aumenta...
Rezo toda noite, faço evangelho no lar para me confortar um pouco, mais não e fácil perder a pessoa amada (lilian.moretto@gmail.com)

Elizabeth disse...

Perdi meu marido há dois meses, meu querido meu companheiro, meu anjo da guarda. Foi uma convivência linda durante 20 anos. É muita saudade, um vazio sem explicação.
Beth Mello

Anônimo disse...

Oi..eu acredito no mundo espiritual e sofro por muitas coisas que aconteceram após a morte de uma sobrinha muito querida, foi tragico o acidente nem pudemos ve-la após a morte, gostaria muito de ter algum tipo de aviso receber algum sinal e saber como ela esta. Será que isso é possivel?

Anônimo disse...

Perdi meu marido a 4 meses, temos dois filhos pequenos, e mesmo conhecendo o espiritismo não consigo lidar com a situação, tenho pensamentos suicidas a todo o momento, perdi minha fé, e hoje do futuro só tenho medo!

Andreia disse...

Meu nome e Andreia e assim como voces, tambem perdi meu marido. O meu Cezar morreu em 31 de dezembro de 2013...e apesar de ja ter acontecido ha 1 ano e tres meses, a dor da saudade continua enorme.
Haviam me dito que depois de uns 6 meses a dor ia passar, mas isso nao e verdade. Parece que a vida ficou totalmente sem sentido...meu Deus, que triste. O vazio, o silencio...parece um pesadelo.
Sempre acreditei em vida apos a morte, mas depois que o Cezar se foi, eu so procuro por informacoes que provam que ele ainda esta "vivo", e que um dia vou estar com ele de novo. Eu gostaria de poder parar de chorar...mas eu so quero dormir e ficar quieta. A dor e tao grande que eu realmente nao sei como um dia isso poderia passar.

Postar um comentário

Deixe aqui seu recado ou depoimento, de forma anônima se preferir. Respeitamos a sua opinião, por isto recusaremos apenas as mensagens ofensivas e eventuais propagandas. Volte sempre!

Artigos mais lidos

  ©PARTIDA E CHEGADA - Todos os direitos reservados.

Template by Dicas Blogger | Topo