3 de jun de 2010

CHICO XAVIER NA SUPERINTERESSANTE: ANÁLISE E QUESTIONAMENTO

No mês de abril, a revista Superinteressante (n. 277 - Abril/2010), antecipando a repercussão sobre as comemorações de 100 anos de nascimento do médium Francisco Cândido Xavier e o lançamento do filme "Chico Xavier", que acabou tornando-se um sucesso de bilheteria, publicou extensa reportagem sobre o personagem. Com coragem e  respeito, como aliás pontuou o diretor de redação, o jornalista Sérgio Gwercman, no editorial da edição, os profissionais sustentaram que Chico foi "uma das figuras religiosas mais importantes do país - se não for a mais". E continua o editor: "Não se valeu da confiança de seus seguidores para enriquecer. Sua liderança foi, acima de tudo, espiritual".

A despeito disso, a publicação sofreu severas críticas de espíritas que não aceitam outra postura em relação a Chico que não seja a de reverência. Por conta disso, o fórum sobre o tema registrou 4.430 mensagens -- nunca antes uma reportagem foi tão comentada. Os leitores, prós e contras, bombardearam a "Superinteressante" com 170 mil palavras, um volume que daria para escrever um livro de 600 páginas.

Pois bem, para que os leitores do blog possam tirar suas próprias conclusões, publicaremos a partir de hoje a íntegra da reportagem. Mas vale lembrar as palavras do próprio médium, nas inúmeras vezes em que foi questionado sobre as críticas, dúvidas e acusações feitas à sua atividade mediúnica. Chico dizia ter "muito respeito ao pensamento dos outros". "Porque nós não podemos esperar que os outros estejam ideando situações e problemas de acordo com nossas convicções mais íntimas. De modo que não posso dizer que sofri essa ou aquela agressão, porque isso nunca aconteceu em minha vida. Sempre encontrei muita gente boa. Vamos pensar que eu seja uma pedra que foi aproveitada no calçamento de uma avenida. Colocada a pedra no piso da avenida, naturalmente que essa pedra vai se sentir muito honrada de estar ali a serviço dos transeuntes e, naturalmente, que essa pedra não poderá se queixar dos martelos que lhe tenham quebrado as arestas". Este texto faz parte de uma entrevista aos jornalistas Airton Guimarães e José de Paula Costa, do jornal "Estado de Minas", publicado nas edições de 8, 9, 10 e 12 de julho de 1980.

1 Comentário:

Anônimo disse...

foi muito bom,essa reportagem pois sabemos que xico foi uma pessoa muito importante para nossa época !!!

Postar um comentário

Deixe aqui seu recado ou depoimento, de forma anônima se preferir. Respeitamos a sua opinião, por isto recusaremos apenas as mensagens ofensivas e eventuais propagandas. Volte sempre!

2leep.com

Artigos mais lidos

  ©PARTIDA E CHEGADA - Todos os direitos reservados.

Template by Dicas Blogger | Topo