29 de jun de 2010

NOSSOS FILHOS E SEU ESPÍRITO IMORTAL

Hoje compartilho com vocês uma sugestão de leitura de uma especial leitora do blog, a artista digital Mel Gama, que querida nos deixou um recado no depoimento "Larissa é nosso anjinho e zela por nós". Naquela mensagem uma mãe emocionada fala sobre a triste caminhada de quem perdeu um filho e sobre o aprendizado diário com a dor. O mesmo tema vem sendo tratado, com muito sucesso, pela novela "Escrito nas Estrelas", onde o personagem Ricardo (Humberto Martins) vive um homem atormentado com a perda do filho Daniel (Jayme Matarazzo), um jovem médico morto num acidente automobilístico. Na cena que ilustra a postagem (vídeo acima), o personagem não contém a emoção ao lembrar do filho, que está ao lado dele em espírito.

Pois foi esta a inspiração para lhes escrever, pois a informação essencial para quem vive o drama é a certeza da perenidade da vida. Embora seja um tema controverso para os não espíritas, a sobrevivência do espírito vem se constituindo no conforto primordial para milhares de pessoas que perdem entes queridos. 

No livro sugerido por Mel Gama, "Nossos Filhos são Espíritos", de Hermínio C. Miranda (Editora Lachátre), o autor mostra que, além do corpinho frágil com que iniciamos nossas vidas, existe um espírito imortal, dotado de personalidade, maturidade e tendências que podem ser modificadas através da educação e dedicação dos pais.

E é com esta naturalidade que ele trata do tema mais grave para nós vivos: a morte. "Morrer não é tragédia alguma e quase sempre -- se o procedimento da pessoa foi satisfatório, mesmo dentro de suas óbvias limitações -- é um momento de libertação e de reencontro com inesquecíveis amores. Nascer é que é problemático, porque trazemos programas e tarefas, obrigações e compromissos que nem sempre conseguimos cumprir de maneira adequada, quando não os agravamos com novos erros."

3 Comentários:

Mel Gama disse...

Ah, Marcos! Não precisava citar meu nome... mas já que o fez - obrigada! :)
Sabe que as vezes sinto vontade de não colocar mais nada no m,eu blog espírita pq ninguém comenta e acho que escrevo para o nada e daí vem vc e me prova o contrário... Acho que é o mesmo qdo eu faço o Culto do Evangelho - invariavelmente estou "sozinha" mas não paro pq sei que não estou! :D
Paz e bem
Mel
P.S.: Já te falei que vc pode usar minhas imagens qdo quiser, né?
Beijokas da fã!

Anônimo disse...

OI, LEGAL GOSTEI MUITO DA HISTÓRIA, EU TENHO UMA FILHA DE 2ANOS E 08 MESES. E NOS PRIMEIRO DIAS DE VIDA O SEU BIZA VÔ FALECEU E NÃO TEVE COMO CONHECÊ-LA, ENTÃO NO DIA DE SUA MORTE, ANTES DE SER AVISADO DO FATO, EU TIVE UM SONHO COM MEU AVÔ, ONDE ELE DIZIA QUE A SUA BIS NETA ERA UM ANJO E QUE ERA PARA EU CUIDAR BEM DELA. CREIO QUE ISSO NÃO SEJA UMA MERA CONSCIDÊNCIA.

Anônimo disse...

eu perdi meu filho em 2001 mas nao consigo aceitar eu tento mas nao tem jeito ele tinha 21 anos e foi asassinado ele tinha dois filhos ainda bebes eles mora comigo isto me ajuda mas mesmo assim eu tenho vontade de por fim neste sofrimento que sinto doe muito eu tenho vontade de morrer para estar com ele mas penso nos meus neto que amo de mais poriço pesso que deus me ajude .ass.ni

Postar um comentário

Deixe aqui seu recado ou depoimento, de forma anônima se preferir. Respeitamos a sua opinião, por isto recusaremos apenas as mensagens ofensivas e eventuais propagandas. Volte sempre!

Artigos mais lidos

  ©PARTIDA E CHEGADA - Todos os direitos reservados.

Template by Dicas Blogger | Topo