28 de jun de 2010

'A VIDA AQUI É EXATAMENTE IGUAL'

"Queria deixar um recado pra minha filha Margareth. Quero que ela saiba que já não sinto as dores que sentia. Estou bem, graças a Deus. Que ela acredite na vida depois da morte porque eu posso dizer que existe, pois grande foi minha surpresa quando vi que nada tinha mudado. Aqui é exatamente igual.

Senti dores nos primeiros momentos, mas com o tempo fui sendo tratada e já não sinto mais nada. Minha garganta está normal, como se nunca tivesse sido doente.

Deus, que é infinitamente bom, nos dá a chance de rever o que fizemos e com isso nos arrepender das coisas ruins e termos a esperança de poder melhorar.

Estou melhor, tanto nas dores quanto no espírito. Me sinto em paz.

Tudo é novidade, ainda  tem muita coisa que não sei, mas acredito que com muita perseverança vou melhorar e poder servir de alguma maneira enquanto não tenho a possibilidade de voltar e refazer o que fiz de errado.  

Que Deus nos abençoe a todos. Que você, minha filha, continue sendo essa pessoa boa e aceite os conselhor da D. Izildinha. Ela sabe muito e tem um bom coração. Ela é uma pessoa de bem. Voltarei se me for permitido e assim que estiver mais adaptada com isso tudo.  Um beijo grande".

Assinado : Clarisse (psicografia)
Data: 21 de junho de 2010.
Local : Sorocaba (SP)
Médium: S.A.O.G.
Imagem: Flickr.

1 Comentário:

Mel Gama disse...

Oi, meu amigo!
Vc sabe que estou no estudo contínuo da Doutrina.
Cheguei na sexta da Inglaterra depois de 3 semanas lá. Tive uma experiência incomum dentro de uma igreja em NewCastle - a igreja estava vazia mas um som magnífico saia de um órgão com quase 1000 anos de idade! Eram como vozes de anjos - as lágrimas teimavam em descer pelo meu rosto e eu fiquei profundamente emocionada! Ainda choro, só de lembrar...
E ainda tive o prazer de conhecer a pessoa que deixava fluir aquelas maravilhosas notas!
Porém, no próximo mes fazem 2 anos que minha mãezinha desencarnou e eu tenho sentido MUITA saudade dela... muita vontade de chorar e é com muito custo que eu consigo controlar.
Sei que ela está bem, muito melhor do que qdo estava aqui mas não consigo superar essa falta da presença física, da voz me chamando, do rosto doce me olhando... mesmo sendo espírita e acreditando em tudo, é realmente MUITO difícil... :(
Beijo grande
Mel

Postar um comentário

Deixe aqui seu recado ou depoimento, de forma anônima se preferir. Respeitamos a sua opinião, por isto recusaremos apenas as mensagens ofensivas e eventuais propagandas. Volte sempre!

Artigos mais lidos

  ©PARTIDA E CHEGADA - Todos os direitos reservados.

Template by Dicas Blogger | Topo