1 de jul de 2010

AMIGO DE CHICO XAVIER FALA DA IMPORTÂNCIA DAS PSICOGRAFIAS

A morte é e continua sendo um dos maiores mistérios da humanidade. A dor da perda de um ente querido faz as pessoas apelarem para vários caminhos e a psicografia foi a forma de ajuda a este problema mais popularizada por Chico Xavier. Seguindo os princípios da doutrina espírita, o médium dizia receber mensagens de pessoas mortas, ou desencarnadas, como preferia dizer, para seus parentes e amigos.

E, em alguns casos, não se tratava de apenas uma carta, mas sim de várias. No caso de William Machado de Figueiredo, que faleceu em 1941, foram exatamente 33, a maioria destinada a sua mãe, Adélia Machado de Figueiredo. Amiga próxima de Chico Xavier, ela usou as cartas psicografadas como força para continuar vivendo após a perda do filho.

"Minha tia-avó teve uma vida muito difícil. Ela teve que criar os filhos sozinha, porque seu marido morreu e as cartas que ela recebia de William através de Chico foram o bastão que ela usou para seguir vivendo e enfrentando a dor. Lembro que ele tinha o costume de colher flores no túmulo de William e mandar cartas para minha tia-avó com palavras de conforto e uma flor junto", conta Geraldo Lemos Neto, dono da Casa de Chico Xavier, centro cultural localizado na residência onde o médium viveu durante alguns anos em Pedro Leopoldo, no interior de Minas Gerais.

Após a morte da sua tia-avó, em 1982, Geraldo decidiu fazer um livro com uma coletânea de todas as cartas que recebem de William. Como Adélia viveu apoiada nessas mensagens, ele decidiu dar à obra o nome de "Bastão de Arrimo". Lançada em 1984, ela reúne todas as 33 cartas e deve ganhar uma reedição neste ano por conta do centenário do médium.

Emoção em caravanas

Frequentador e membro da "Casa da Prece", centro espírita onde Chico Xavier atendia em Uberaba, Geraldo lembra que multidões compareciam ao local quando o médium participava das sessões de psicografia. Sempre em busca de amparo, as famílias se amontoavam dentro e fora do centro espírita aguardando um alento, por menor que fosse, de um ente querido morto.

"A casa era muito pequena, mas apareciam ônibus de todos os lugares do Brasil. A maioria das pessoas acabava ficando do lado de fora, recebíamos em média umas 500 por sessão. Lembro da emoção de quem recebia uma carta daquelas, da maneira como olhavam para o Chico Xavier", explica Geraldo.

"Lembro que, na maioria das vezes, as cartas eram para pessoas que estavam do lado de fora do centro. As cartas do Chico sempre tinham um remetente e um destinatário. Então íamos gritando o nome pela multidão, ‘carta de cicrano para fulano’, até acharmos para quem era a mensagem. Era impressionante ver a emoção daquelas pessoas", lembra. 

A partir do Portal Sidney Rezende. Leia no original

4 Comentários:

euzinhaaaaaaaaaa disse...

Boa tarde estou perdida pois não sei bem a onde ir só sei que em dois lugares me pediram para procurar a mesa branca para ver se a minha mae se comunica comigo o nome dela é marlene groza inacio - nasceu em 15/07/1948 faleceu em 03/08/2008 não sei quem procurar so um detalhe: sei que ela quer falar algo pra mim pois todos os dias tenho vontade de ligar para ela mais sei que ela não esta morta então preciso saber realemnte o que acontece...talvez preocupada com um irmão meu que tem cancer e cada vez mais esta piorando aos poucos

fico no aguardo do seu pronunciamnetpo

obrigada de coração

lu_ina@hotmail.com

Mel Gama disse...

hahaha depois não acreditam... hj mesmo anotei na minha agenda a vinda de um médium aqui no Rio que faz psicografias... eu, que nunca fiz questão de receber prova nenhuma do que existe "do outro lado"... coração mais de mãe que de filha! :P
Beijossssssssss

flavia disse...

ola sofro muito com a morte do meu pai ha 21anos.Gostaria q alguem me ajudasse tenho um grau de medium um pouco avançado digamos assim ja vi algumas pessoas+sempre tive medo de avançar nos estudos.Hj estou passando por uma dificuldade com minhas notas na faculdade e andei sonhando com meu pai,sei q ele quer falar comigo alguem pode me ajudar o nome dele pe josé ferreira leite morreu no dia 22 de janeior de 1989.Alguem pode me orientar meu email é flaviaferreira 007@gmail.com desde ja muito obrigado

Patricia valin disse...

Bom vou tentar aexplicar aki um pouco do q vem acontecendo em minha vida sou medium mas naum desenvolvida estou tendo sonhos onde uma tia minhaq faleceu a três meses chora muito e naum consegue falar comigo além desses sonhos ela apareceu p mim aki em casa do jeitinho q ela era fiquei assustada com esse aparecimento o nome dela é ana maria valin e faleceu no dia 27.o4.10 me ajudem estou ficando perturbada com esse fato

Postar um comentário

Deixe aqui seu recado ou depoimento, de forma anônima se preferir. Respeitamos a sua opinião, por isto recusaremos apenas as mensagens ofensivas e eventuais propagandas. Volte sempre!

2leep.com

Artigos mais lidos

  ©PARTIDA E CHEGADA - Todos os direitos reservados.

Template by Dicas Blogger | Topo