5 de jul de 2010

'PASSEI POR ESTA VIDA... NÃO VIVI'

"Venho a vós e trago a minha mensagem. A minha experiência de além túmulo.

Das agruras e das maledicências que passei e enfrentei.

Do meu momento de desligamento, quando meu perispírito se desligava do chamado corpo de carne. Desta vestimenta abençoada que me deu condições para atravessar o caminho a mim destinado. Mas que tanto sofreu para se desligar do meu espírito. Sofri no desligamento, por causa de meu modo de vida. Graças ao pouco tempo doado a Deus.

Eu não queria me separar do corpo que tanto me serviu nas noites, nos amores e nas trovas. Nos versos, poemas e poesias. Contos infindáveis que me deram destaque como homem, mas que desmoralizaram diante de Deus.

Tristes dias que para mim eram sempre noite, pois a escuridão me apavorava e tomava conta da minha mente.

Vaguei certo tempo sem perceber e me sentir culpado. Ainda fazia meus versos como se nada tivesse acontecido. Mais adiante, quando percebi que a morte não existia, me decepcionei e vi que meus dias de glória e reconhecimento só tinham valor no mundo material. No mundo espiritual nada mais era que um devedor. Uma pobre alma devedora, sem eira, nem beira, a mercê de outras tantos desorientadas e desiludidas, tanto quanto a minha.

Passei por tratamentos, fui orientado e só muito tempo depois me vi capacitado a rever meus erros e pedir perdão. Dói olhar os erros cometidos e ver que nada podemos fazer para repará-los. Repará-los sim, mas não podemos fazer com que desapareçam. Gostaríamos de jamais tê-los cometido. Mas a bondade sem fim de Deus, que todos consola, se faz presente em minha vida, em meu espírito e isto me faz chorar de vergonha diante dos irmãos que me dispensaram carinho e cuidado

Sei que devo voltar para reparar meus erros. Quero e espero poder viver de acordo com os ensinamentos de Cristo. Passei por esta vida... não vivi. Nada tenho a me orgulhar, afinal só fiz e agi conforme minha vontade.

Muitas vezes representamos uma vida que não é a que realmente vivemos. Escrevemos sobre o que ou quem gostaríamos de ser. Mas a vida nos ensina. A vida material e espiritual.

Nesta escada, sei que subi apenas alguns degraus, mas estou certo e me preparando para ter paciência e fé para, a meu tempo, chegar ao final e ali ter a merecida evolução.

Tudo isto para dizer-lhes que agora vivo, agora sei o que é ser feliz, verdadeiramente feliz."


Assinado : Augusto dos Anjos (psicografia)
Data: 17 de abril de 2008.
Local : Sorocaba (SP)
Médium: S.A.O.G.
Imagem: Flickr.

Seja o primeiro a comentar ;)

Postar um comentário

Deixe aqui seu recado ou depoimento, de forma anônima se preferir. Respeitamos a sua opinião, por isto recusaremos apenas as mensagens ofensivas e eventuais propagandas. Volte sempre!

2leep.com

Artigos mais lidos

  ©PARTIDA E CHEGADA - Todos os direitos reservados.

Template by Dicas Blogger | Topo