11 de abr de 2012

MORTE É UMA ETAPA NA JORNADA DA ALMA



Eu me comunico com os mortos. É isso que eu faço e me sinto abençoado por ter esse dom. Por causa da natureza da comunicação, eu regularmente entro em contato com aqueles que já morreram e foram para o céu. Ou seja, eu falo com os mortos com bastante frequência. Embora algumas pessoas considerem o meu trabalho deprimente ou melancólico, isso está longe de ser verdade. Por mais estranho que possa parecer, a morte faz parte da vida. Ou seja, a morte nada mais é do que uma etapa da jornada espiritual da alma.

A minha habilidade e o trabalho que escolhi realizar neste plano terrestre vêm com uma grande responsabilidade. É muito importante que eu compartilhe meu conhecimento e minha experiência para que aqueles que perderam entes queridos possam encontrar conforto e paz em sua jornada de alma. Estamos todos caminhando juntos. Este livro foi escrito com o intuito de amenizar o sofrimento e trazer esclarecimentos sobre um mundo que poucos conhecem ou compreendem.

A maioria de nós saúda a beleza do sol nascente como a certeza de um novo dia. Porém, após uma noite insone, alguns se levantam de manhã para mais um dia de escuridão – para um vazio que eles acham que nunca mais conseguirão preencher. A promessa da expectativa foi substituída pela dolorosa compreensão da perda de recordações futuras. Esta é a dor da perda de um filho. Uma perda é sempre algo traumático, mas a dor da perda de um filho é verdadeiramente devastadora. Ela talvez seja a pior perda que nós, seres humanos, podemos vivenciar na Terra. O relacionamento simbiótico entre uma criança e seus pais é algo diferente de tudo. Talvez nenhuma explicação ou compreensão sobre tal acontecimento possa ser obtida neste plano físico. Podemos até tentar aprender a conviver com essa dor, mas a perda de um filho irá alterar nossa vida para sempre.

Para alguns, a sensação é a de que nunca mais conseguirão ir em frente, que a vida deles, de fato, acabou. Outros podem tentar levar a vida, mas eles meramente se arrastam, se agarram à esperança de que reencontrarão seus filhos um dia. Talvez essa seja a única coisa à qual possam se agarrar para atravessar esses dias tão tristes. Essas pessoas podem passar horas imaginando a aparência e o tipo de personalidade que seus filhos teriam e as atividades que apreciariam.

Se você sofreu a perda de um bebê, de um filho ou uma filha, de um membro da família ou de um amigo, este livro é o meu presente para você. As descrições das sessões e as cartas nele contidas poderão ajudá-lo a compreender que você nunca está sozinho na sua dor. Seu filho, sua filha ou alguém muito especial está sempre por perto, tentando amenizar sua dor. Você verá também que é possível sobreviver a essa perda e ir em frente com um estado mental mais atento do que antes – mesmo que você ache tudo isso impossível neste momento.

Se você alguma vez tentou imaginar como seria o céu, este livro é para você. Muitos talvez tenham ideias ou teorias preconcebidas sobre o céu e o imaginam como um lugar onde anjos tocam harpa enquanto flutuam nas nuvens e seres vestidos de túnica passeiam e cantam em coro. Embora eu esteja absolutamente convicto de que existem lugares onde essas coisas de fato acontecem, o céu a que me refiro é um lugar muito diferente e o mostrarei a você. Por isso, prepare-se para entrar em uma nova dimensão. Eu o levarei a um mundo ainda mais extraordinário do que você possa imaginar – uma dimensão que abrange visões de grande criatividade e reinos de beleza e arte inconcebíveis no nosso limitado plano físico. Um mundo do qual a sua alma talvez consiga se lembrar e que você, inevitavelmente, verá outra vez.

Enquanto estiver lendo, mantenha-se atento à sabedoria dos espíritos e acompanhe a jornada. Para extrair o máximo das palavras contidas nestas páginas, visualize-as com a compreensão de que somos, antes de tudo, um espírito ou uma alma encapsulada em um corpo físico. A nossa alma contém toda a essência de quem somos. O espírito é o corpo etéreo e hábil criado pela alma para que ela possa vivenciar as sensações e as dimensões de várias realidades.

Como uma alma, você pode vivenciar uma experiência humana em uma dimensão física, mas precisa compreender também que este mundo físico é medido pelas limitações do tempo. As dimensões espirituais, no entanto, não são demarcadas por relógios, calendários ou aniversários. Para que possa vivenciá-las, você terá que abandonar as noções “terrestres” de tempo e se abrir para o modo de vida do mundo espiritual.

Espero fornecer respostas para aquelas perguntas que você guarda no fundo do coração sobre para onde vão os espíritos das crianças ao deixarem a Terra e como é a vida delas lá. Espero mostrar a você a visão de uma alma sobre o propósito da vida na Terra. Nesse processo, nos aprofundaremos na teoria da reencarnação, nos encontraremos com prestativos guias do mundo espiritual e, por fim, veremos explicações para as muitas dúvidas que temos sobre o céu.

Venha comigo. Abra a cortina de sua mente e entre em um mundo além deste mundo. A promessa de um novo dia pode significar o nascimento de um novo começo. Qualquer coisa, e tudo o que você possa imaginar, é possível. Os dias podem ser alegres, dramáticos e divertidos – repletos de oportunidades.

Experiências novas e pessoas desconhecidas, viagens a destinos muito distantes e nem tão distantes e perspectivas novas o aguardam. Tudo aquilo que o restringe são as limitações da sua própria mente. Juntos, veremos como é crescer no céu.

Editora Sextante - 206 págs., 14 x 21 cm, Brochura, R$.19,90

4 Comentários:

Eliana Maia disse...

Bom ,dia ler o que vc postou , é fundo bastante profundo,pois passo esta fase a 4 anos , Só Deus , que a fé com a grande entrega a espiritualidade de Luz nós matem de pé , pois quando temos o prazer de trazer nossos filhos que Deus nós emprestou , quando existe o retorno antes de nós a mudança é clara .primeiro sempre ter fÈ e orientar emanado amor e criar com a mesma força o que esta ao nosso lado.

Anônimo disse...

Olá, encontrei este site há alguns dias, e estou maravilhada com as lindas mensagens que aqui encontrei... traz muita paz ao coração de quem já perdeu pessoas queridas. Por isso deixo aqui meu desejo de quem sabe, receber noticias de meus avós que me criaram, Valdemira nascida em 09/03/1931 desencarnada em 21/12/2005, e Sirlei nascido em 07/11/1933 desencarnado em 07/03/2008, gostaria muito de ter noticias deles, meus pais de todo coração. Se assim for a vontade de Deus.
Obrigado e parabens pelo site.

HCB

PARTIDA E CHEGADA disse...

AVISO :

O objetivo do Blog "Partida e Chegada" é ser uma fonte de consolo e de informação descomplicada sobre o Espiritismo. Isto porque, em nossas reuniões, freqüentemente recebemos comunicações de espíritos que desejam contato com familiares. Via de regra não tinhamos como repassar estas informações, ante a dificuldade de identificação e localização de tais parentes.

Daí decorreu a idéia da página na internet, onde pudéssemos disponibilizar todo o acervo de mensagens. E, com o tempo, percebemos que mesmo não localizando alguns destinatários, que os textos tem grande valia. Servem a pessoas alheias, que identificam-se com os problemas apresentados, que gostam da mensagem passada pelos espíritos e, com isto, encontram consolo e paz no caso de perda de pessoas queridas.

Contudo, como informado em artigo recente, o blog Partida e Chegada vive uma nova fase. E as mensagens chegam à medida da necessidade, do merecimento de cada um. Não significa que se você não recebeu é porque não merece ou não necessita. Para quem está passando pela situação sempre há a necessidade e a sensação de merecimento, não é?

M as, existem coisas que simplesmente acontecem e não podemos explicar. Desígnios que vem do alto, que não dá pra discutir ou contestar. Falo isso, porque muitos que chegam à nossa página criam uma expectativa de uma coisa que jamais acontecerá.

Por conta disso, decidimos não mais receber solicitações de mensagens, seja a qualquer título, pelo simples fato de que nossas limitações, as condições pessoais dos que se foram e de seus parentes, vêm criando uma imagem falsa de “eficiência”, que jamais buscamos. Pelo contrário, sempre quisemos ensinar pelo exemplo e pelas experiências de vida, pela lição de transpor dificuldades e crescer. Não do conforto pelo conforto, como que fortalecendo a autopiedade e o comodismo emocional. Continuaremos publicando as psicografias que nos chegam, ratificando a intenção inicial de usar exemplos de vida como setas para um novo caminho. Mas, o mais importante, como diz o escritor James Van Praagh, é que, independente da existência de mensagens exclusivas e constantes, é "compreender que a morte não lhe tomou o amor vivido no passado". A certeza, compartilhada por nossa crença, de que nossos entes queridos permanecem vivos.
O Editor

mayrane disse...

Espiritualismo existe sim !! pra quem não acredita,pois pode crer que é um fato real e também está no nosso dia dia... só porque não vemos não significa que não existe !!
E quando "morremos" deixamos nosso corpo fisicamente e nossa alma passa para um segundo plano o plano espiritual que ainda é mais importante.. e daí em diante começamos um "resgate" o resgate de nossa própria alma para fazer bom atos e com esses bom atos sermos iluminados e perdoados de nossos pecados da vida passada e podermos finalmente reencarnar e reparar os erros de outras vidas......


Cada minuto que passa pode ser tudo que me resta para viver... mas eu desperdiço o tempo como se ele fosse infinito...
E hoje sei, que viver é uma circunstância...

Postar um comentário

Deixe aqui seu recado ou depoimento, de forma anônima se preferir. Respeitamos a sua opinião, por isto recusaremos apenas as mensagens ofensivas e eventuais propagandas. Volte sempre!

2leep.com

Artigos mais lidos

  ©PARTIDA E CHEGADA - Todos os direitos reservados.

Template by Dicas Blogger | Topo