24 de jun de 2012

O PODER DO PASSE

Estudo revela que a técnica de imposição das mãos não está relacionada apenas à fé e também pode prevenir doenças

O que até hoje aos mais céticos parecia não passar de crendice, fé ou mito religioso, agora está sendo demonstrado por uma pesquisa: a energia liberada pelas mãos tem o poder de curar e pode até prevenir doenças, como o câncer.

De acordo com um estudo de Doutorado do pesquisador Ricardo Monezi, da Universidade Federal de São Paulo (Unifesp), a técnica, conhecida na Doutrina Espírita como'passe\ é capaz de gerar bem-estar e transformações significativas a quem se submete a ela. A pesquisa, que ainda está em andamento, comprovou que por meio da imposição de mãos é possível aliviar o estresse, a tensão e os demais sintomas relacionados à ansiedade e à depressão.

Como tema de Mestrado na Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo (USP), o pesquisador investigou, de 2000 a 2003, os efeitos da imposição de mãos em 60 camundongos. Não precisou muito tempo para observar um notável ganho potencial das células de defesa nos organismos dos animais em comparação àquelas onde se alojam os tumores.

Para continuar a pesquisa, Monezi optou por estudar em seu Doutorado, na Unifesp, os efeitos que o passe provocaria em seres humanos, mais especificamente em idosos com queixa de estresse. Desta vez, ele avalia não apenas os efeitos fisiológicos, mas também os psicológicos que a técnica gera nos indivíduos. " Depois de mais de dez anos investigando as técnicas de imposição de mãos, ainda me surpreendo com o potencial terapêutico deste tipo de intervenção que não é apenas curativa, mas, sobretudo, preventiva".

Ele já concluiu que 44 idosos que receberam o tratamento por algum tempo apresentaram uma redução significativa nos níveis de estresse, ansiedade e depressão, entre outras melhorias relacionadas à qualidade de vida.

Segundo Monezi, o interesse em investigar o tema surgiu há 12 anos, em virtude de uma experiência particular. Após ser submetido à técnica do Reiki (método japonês de equilíbrio energético) na adolescência, ele se surpreendeu com as mudanças que o tratamento provocou. "Quando notei o que o Reiki havia causado na minha vida e na de outras pessoas com quem convivi, percebi que a força responsável por aquele fenômeno merecia explicações científicas", explicou. Monezi salienta que o mesmo efeito é percebido quando se expõe estas células às radiações eletromagnéticas de baixa freqüência (infravermelho) por um curto período de tempo. "Uma conclusão como essa é uma grande evidência de que a energia liberada pelas mãos pode modificar aspectos fisiológicos, psicológicos, sociais e espirituais de seres vivos", indica.

Para o pesquisador, a conclusão excluiu, ainda, a possibilidade de o tratamento surtir efeito nos pacientes por meio da autossugestãc "Conseguimos comprovar que os efeitos do método não dependem exclusivamente do chamado 'efeito-placebo', ou seja, puramente da fé ou de elementos emocionais", lembra.

Daqui em diante, além de continuar trabalhando para comprovar a veracidade de seus apontamentos, o pesquisador espera que seus planos se concretizem. "Estabelecemos parcerias com diversas universidades públicas brasileiras e também estrangeiras, o que vai facilitar a multiplicação e a execução dos projetos. Se continuarmos neste ritmo, os próximos anos prometem ser extremamente produtivos e, espero, surpreendentes para a investigação", afirma.

MESMERISMO: A ORIGEM DO PASSE

Segundo registros históricos, o passe nasceu nas civilizações antigas como um ritual de crenças primitivas. Já naquela época acreditava-se que a imposição de mãos tratava e acalmava as dores. Existem registros da crença em civilizações indianas, egípcias, gregas e romanas, entre outras. Mas foi no século XVIII que o médico Franz Anton Mesmer pesquisou o fenômeno e indicou a existência de uma força magnética que dava ao corpo humano propriedades análogas às do imã. Segundo ele, sob controle, este fluido poderia ser utilizado com finalidade terapêutica.

Muitas foram as críticas e muitos também os adeptos da teoria chamada de 'Magnetismo Animal', ou 'Mesmerismo'. Allan Kardec, codificador da Doutrina Espírita, por exemplo, chegou a afirmar que o "magnetismo preparou o caminho para o Espiritismo". Posteriormente, foi possível comprovar que a relação entre ambos era maior do que se imaginava.

Cláudia Guadagnin
A partir da Revista SER Espírita (Ed. 19 - Junho/2012)

Seja o primeiro a comentar ;)

Postar um comentário

Deixe aqui seu recado ou depoimento, de forma anônima se preferir. Respeitamos a sua opinião, por isto recusaremos apenas as mensagens ofensivas e eventuais propagandas. Volte sempre!

Artigos mais lidos

  ©PARTIDA E CHEGADA - Todos os direitos reservados.

Template by Dicas Blogger | Topo