8 de jul de 2012

ENTÃO, MORRI ! VEJA SÓ...

Farmácia antiga do interior de São Paulo
“Lembra de mim? Aristides. Tidinho, irmão da Adriana. Aquela menina  da farmácia, lembra? 

Então, morri ! Veja só...

Muito novo, também acho, mas fazer o quê. É a vida.
Sei que se lembraria de mim e sei que algumas vezes, nestes muitos anos, pensou em mim como um garoto desastrado e de histórico sem graça.

Lembra a história da carta? Realmente não tinha nenhuma graça. Era mesmo meio sem graça e desajeitado, mas era tão bom ser criança. 

Lembra quando a gente brincava na farmácia do meu pai? A gente mexia em tudo. Você olhava os armários antigos e muito altos como se fossem ou fizessem parte de um conto de fadas. E o jacaré? Aquele de prensar rolhas? Você colocava o dedo nos vãos para saber se cabiam ali e se seriam prensados. Bons tempos!

Vejo que anda saudosa da cidade em que passamos este tempo bom. Também tenho saudades.

E a piscina do “Clube Ouro Verde”? Atravessá-la no comprimento num mergulho só e com gente dentro! Loucura. A gente ficava verde, sem ar, mas atravessava. 
Saudades de tudo isso.

Depois nossas vidas se separaram, cada um prum lado. E me casei, você se casou, a Dri se casou. Nos perdemos, mas nos encontravamos novamente pela internet.

Jacaré que moldava as rolhas dos frascos
Morri faz pouco tempo, deixei família, dois filhos e uma mulher muito bacana. Estou bem e em paz. Só vim para deixar um abraço e mostrar que também me lembro de você. Morri num infarto fulminante. Estava deste lado aí e, de repente, estava aqui, com  meu pai me esperando. Foi lindo. Tudo sempre foi muito bom na minha vida. Se conseguir, mande notícias minhas para a Dri.

Nossa mãe está velhinha e chora muito pelos homens que perdeu. 
Um beijo grande pra você, minha amiga. Saudades da minha mãe e irmã. Da minha mulher e meus filhos. Meus sobrinhos queridos e cunhado gente boa. 

Que Deus abençoe a todos, Com Carinho”

Assinado :  Aristides (Tidinho) - ABC
Data : 29 de maio de 2012
Local :  Sorocaba ( SP )

Médium : S.A.O.G.

LEIA TAMBÉM : 

Recomecem sem a poeira da tristeza
A dor da mãe que perde um filho

Seja o primeiro a comentar ;)

Postar um comentário

Deixe aqui seu recado ou depoimento, de forma anônima se preferir. Respeitamos a sua opinião, por isto recusaremos apenas as mensagens ofensivas e eventuais propagandas. Volte sempre!

Artigos mais lidos

  ©PARTIDA E CHEGADA - Todos os direitos reservados.

Template by Dicas Blogger | Topo